Check-in Tips3 de novembro de 2016

Museus em Amsterdam

image_print

Amsterdam, capital da Holanda é cosmopolita, rica (em todos os sentidos), movimentada, atraente, tem seu charme singular que encantam a todos que visitam. Tem muitos atrativos, como as tulipas, canais, casa coloridas geminadas, bicicletas, coffe shops, tamancos, moinhos, queijos (MA-RA-VI-LHO-SOS!!), cervejas e museus, muitos museus!!!

Para se ter uma ideia, são mais de 60 museus só em Amsterdam. Arte, história, cerveja, fotografia e tulipas. Todos esses assuntos têm o “seu” museu.

Apresentamos uma seleção de museus imperdíveis nesta capital tão movimentada!!

Museu Rijks (Museumstraat, 1)

Quem deseja conhecer a história holandesa da Idade Média até o século XX é só visitar o Museu Rijks. Oferece uma incrível viagem no tempo de forma cronológica em um prédio de quatro andares (em estilo gótico e renascentista) e 80 salas, podendo acompanhar tudo com uma visita guiada ou com o guia multimídia (disponível em português).

A coleção de pinturas expostas no museu é da “Idade de Ouro dos Neerlandeses” e da arte asiática, além de trabalhos de Jacob Van Ruysdael, Frans Hals, Johannes Vermeer e Rembrandt.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_rijks

Museu Van Gogh (Museumplein, 6)

O nome aponta para quem o museu faz referência, ao grande pintor Vicennt Van Gogh e alguns de seus contemporâneos do século XIX.

Acompanhar a evolução do artista e comparar suas 200 obras, dentro do moderno e sustentável edifício é o paraíso para os admirados da arte, que tem a opção de ter visita guiada ou guia multimídia.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_van_gogh

Museu Hermitage Amsterdam (Amstel, 51)

As margens do Rio Amstel encontramos um pedaço da Rússia na Holanda, o Museu Hermitage Amsterdam.

Dentro do lindo prédio (Amstelhof), encontramos mais de três milhões de objetos oriundos do Museu Hermitage São Petersburgo. No museu, a mostra principal é temporária (a cada seis meses) e há duas periféricas permanentes.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_hermitage

Museu Casa Anne Frank (Prinsengracht, 263-267)

Uma das personagens mais emblemáticos dos Países Baixos e do Nazismo, Anne Frank possui um museu onde antes era seu esconderijo.

Nele é admissível ter acesso a todos os cômodos da casa, que conserva os traços originais com exposições de fotos, documentos, desenhos o famoso diário de Anne Frank e outros artefatos que contam a historia da antiga moradora.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-casa_museu_anne_frank

Museu Casa Rembrandt (Jodenbreestraat, 4)

Outro Museu Casa que merece destaque é a antiga moradia de Rembrandt, pintor reconhecido mundialmente pelo seu belíssimo trabalho com os pincéis. O museu abriga os móveis que serviram de decoração na época de seu ilustre morador, e claro, quase toda a coleção de gravuras. Há espaço para exposição de obras de artistas que se inspiram no talento de Rembrandt.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_rembrandt

Museu Tassen Hendrikje (Herengracht, 573)

Amsterdam abriga quase todos os tipos de museus, incluindo o “Maior Museu de Malas e Carteiras do Mundo”. A historia da Europa é pintado desde o final da Idade Média até os dias atuais através de 5000 malas, sacolas, carteiras e acessórios pertinentes ao tema.

A diversidade dos objetos, em formas, tamanhos, funções, matéria prima utilizada e decoração, nos mostra as evoluções sócio econômicas, estilos da época e dos artistas que confeccionam essas peças.

O museu possui exposições temporárias e uma loja com venda de malas e carteiras fabricada por designers holandeses e estrangeiros.

A ideia do museu foi de Hendrikje Ivo que colecionava malas e carteiras durante 35 anos.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_tassenmuseum

Museu Stedelijk (Museumplein, 10)

Quem visitar o Museu Van Gogh e/ou o Museu Rijks vai encontrar pela redondezas o Museu Stedelijk. O prédio anexo, todo moderno chama atenção de longe.

Construído no Século XIX, com tijolos vermelhos aparentes em estilo renascentista holandês, o museu guarda obras de Karel Appel, Kazimir Malevich e muitas referências da Arte Contemporânea e Moderna.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_stedelijk

Museu Houseboat (Prinsengracht, 296K)

Localizado no Canal Prinsengracht, o Museu Houseboat nada mais é do que um museu dentro de um barco, destinado aqueles que desejam saber como é a vida de um morador dentro de um flutuante.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_houseboat

Museu de Tulipas de Amsterdam (Prinsengracht, 116)

Falar das lindas flores tulipas é falar de Amsterdam. As tulipas foram parte importante da história holandesa, na época de “Idade de Ouro dos Neerlandeses”.

O Museu de Tulipas conta toda a importância das flores para a Holanda. Desde o tempo que seu bulbo serviu de alimento durante as guerras, passando pelo “Tulipomania” até os dias atuais.

Além da história, é possível compreender todo o cultivo, manejo e conservação das tulipas. Há ainda exposições de pinturas inspiradas na flor símbolo da Holanda.

O Museu fica pertinho do Museu Casa Anne Frank.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_das_tulipas

Museu Histórico Judaico (Nieuwe Amstelstraat, 1)

Localizado no antigo bairro judaico, atual bairro Plantage, o Museu Histórico Judaico (fundado em 1932) nos remete a história de judeus que se abrigaram na Holanda no século XVI, fugidos de Portugal e Espanha.

Um acervo rico em arte, arte religiosa, artefatos, documentos, fotografias livros, revistas e filmes pertinentes a religião judaica e a história da época.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_historico_judaico

Museu Amstelkring (Oudezijds Voorburgwal, 38)

Uma casa muito bem conservada, construída no século XVII a beira dos famosos canais em Amsterdam, “esconde” em seu interior (mais precisamente no sótão) um grande tesouro!!

Nos idos de 1663, celebrações religiosas eram proibidas nos Países Baixos, por isso houve a construção no sótão uma linda igreja católica. Demais dependências da casa apresentam artigos sobre a tolerância, liberdade religiosa, religião e fé. Um museu religioso que vale a visita!

O Museu Nos’Lieve Heer op Solder (Museu Nosso Senhor do Sótão) é o segundo museu mais antigo de Amsterdam, atrás do Museu Rijks.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_amstelkring

Museum Van Loon (Keizersgracht, 672)

Quem deseja conhecer como vivia a aristocracia holandesa na “Época de Ouro”, deve apreciar o Museu Van Loon, abrigado em uma esplêndida casa construída em 1672 pelo renomado arquiteto Adriaen Dortsman e habitada, inicialmente, pelo pintor Ferdinand Bol (“cria” de Rembrandt).

Seu interior impressiona pelas riquezas de detalhes na arquitetura, pelo magnífico acervo de pinturas, mobília, prataria e porcelanas. Além da casa, há possibilidade de contemplar o jardim em estilo formal.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_van_loon

Madame Tussauds (Praça Dam, 20)

Museu Madame Tussauds é o mais famoso museu de bonecos de cera, com franquias no mundo todo, inclusive em Amsterdam.

Separado por alas (Figuras Reais, Líderes Mundiais, Celebridades Artísticas, Celebridade do Esporte, Celebridades da Música, Personagens de Filmes, Arte e Cultura), fica fácil encontrar a celebridade favorita e tirar uma foto.

O diferencial do Madame Tussaud é a interação com os bonecos de cera e a possibilidade de tirar fotos, inclusive com flash. Algo muito proibido em outros museus!!

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_madame_tussaud

Museu Theo Thijssen (Eerste Leliedwarsstraat 16)

Dedicado ao escritor, professor, sindicalista e político Theo Thijssen, o Museu Theo Thijssen apresenta uma vasta coleção de manuscritos, edições raras, fotografias, desenhos, vídeos, áudios e artefatos pessoais de Theo.

A vida do escritor é retratada no museu, que possui uma pequena, porém expressiva biblioteca especializada nos assunto políticos do século XX.

Sisters_in_travel-Museus_em_Amsterdam-Museu_Theo_Thijssen

Museu Pianola (Westerstraat, 106)

Dedicado a música, mais precisamente aos pianos mecânicos e seus derivados, o Museu Pianola dispõe de um acervo superior a 25.000 rolos de pianola (rolos de papel perfurado) que são facilmente reproduzidos em todos os instrumentos presentes no museu, uma vez que durante todo o ano (exceto nos meses de Julho e Agosto) há concertos no museu.

Sua história, técnicas e evolução ao longo dos anos são igualmente retratados no museu.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_pianola

ARCAM – Centro de Amsterdam de Arquitetura (Prins Hendrikkade, 600)

Amantes da arquitetura têm um destino certo quando chegam a Amsterdam, a Fundação ARCAM.

Com o objetivo de inspirar pessoas a conhecerem melhor a arquitetura holandesa, a Fundação promove palestras, encontros, exposições, workshops, infomações e atividades sobre o tema.

Ir ao ARCAM é ter um encontro único com TUDO sobre a arquitetura local. E o melhor, a entrada é gratuita!!

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_arcam

Huis Marseille ( Keizersgracht, 401)

Primeiro Museu de Fotografia de Amsterdam está sediado em uma linda e rica casa do século XVII a beira do canal, no centro de Amsterdam, que por si só vale a visita.

O nome “Huis Marseille” (Casa Marseille) é originário da tabuleta de pedra colocado (pelo antigo proprietário do imóvel) em frente da casa, com referência ao porto francês em Marselha.

As fotografias expostas nas 13 (treze) salas do museu retratam a história da Holanda e do mundo. Fotógrafos do calibre de Viviane Sassen, Jeff Cowen, Wlaker Evans e Burtynsky possuem seus “cliques” expostos no Huis Marseille. Periodicamente há exposições temáticas.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_huis_marseille

Willet-Holthuysen (Herengracht, 605)

A chamada “Época do Ouro Holandesa” deixou muitos resquícios na história e na arquitetura da cidade. Prova disso são as opulentes e luxuosas casa a beira dos canais, que retratam o estilo de vida dos frequentadores da alta sociedade holandesa.

Família “Willet-Holthuysen” ganha destaque por ter transformado sua casa em um museu. Construída no ano de 1867, a residência da rica família recebeu o status de museu em 1896, um ano após o falecimento da Sra. Sandrina Louisa Geertruyda Holthuysen, que desejava ter sua moradia referência da nobreza holandesa.

Os pertences pessoais e todos os móveis permanecem no Museu Willet-Holthuysen, que está aberto à visitação a mais de 100 anos. Ao visitar todos os cômodos (além dos compartimentos tradicionais de uma casa há: Salão de Baile e Jardim de Inverno) fica nítido o quão rico e confortável era a vida de seus proprietários. O jardim surpreende pela simetria e total cuidado.

Hoje o Museu Willet-Holthuysen integra a Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_willet_holthuysen

Museu Bijbels (Herengracht, 366)

Sabe onde encontrar um Museu Bíblico, com vários elementos antigos, papiros com relatos religiosos, livros sobre o tema e livros do tema, escrituras, réplicas perfeitas de santuários do século XIX?

Pois eu respondo, em Amsterdam, no Museu Bíblico (Museu Bijbels). Arte e cultura religiosa se encontram em um lindo casarão, onde a religião é contada em paralelo a história Holandesa (e toda influência que exerceu sobre o país).

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_bijbels

Museu Het Grachtenhuis (Herengracht, 386)

Além das tulipas e moinhos, Amsterdam é conhecida por seus inúmeros e extensos canais, recebeu até o apelido de “Veneza do Norte”.

Tamanha é a fama, não poderia deixar de existir um museu que abordasse esse tema: Os Canais de Amsterdam! Essa é a proposta do Museu Het Grachtenhuis: contar toda a história, desde sua criação, instalação, manutenção, fama e tudo que envolve os Canais e Amsterdam.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_hetgrachtenhuis

Museu da Tortura  (Singel, 449)

Cadafaslto com Cavaletes de tortura eram comuns e usuais nos tempos da inquisição. Serviam para interrogatório, punição e lição.

Não era só o cavalete que existia como objeto de tortura, tinham outros que não iam a praça pública, mas que hoje, se pode vê no Museus da Tortura, em Amsterdam.

Como o próprio nome diz, um museu sobre tortura, mais especificamente da Era Medieval.

Para entrar no clima a iluminação e sonorização do museu nos remete a uma sala de tortura. Os mais de 40 (quarenta) instrumentos usados para tortura estão expostos com dizeres explicando o que são e foto da forma como eles eram utilizados.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-museu_da_tortura

Museu do Sexo (Damrak, 18)

Dentro do seu diferencial, Amsterdam é palco para mais um museus inusitado, o Museu do Sexo, o mais completo e antigo museu sobre o tema.

O nome original é “Museu do Sexo – O templo de Vênus”, referência a Deusa Vênus, representante do Amor e da Beleza para os romanos.

Tudo que se refere a sexualidade humana está presente no pequeno museu. Fotografias, objetos, esculturas, coleções de imagens eróticas, pinturas, gravações e até atrações sazonais podem ser vistas no museu.

image

Museu Erótico (Oudezijds Achterburgwal, 54)

O Museu do Sexo não é o bastante para Amsterdam, o Museu Erótico também tem seu lugar garantido na capital holandesa.

Objetos de prazer, pinturas, gravuras e desenhos animados divertidos, livros e filmes sobre o tema estão em exposição no museu, que possui um andar dedicado ao Sado Masoquismo e outro a Art Sexy, uma galeria de arte com exposição do erotismo de forma artística.

image

Museu Heineken Experience (Stadhouderskade, 78)

Depois de conhecer todos esses e outros ótimos museus, que tal uma cervejinha Heineken no museu da própria cervejaria?! Uma experiência única não é mesmo?

Instalado no prédio que foi sede da primeira fábrica da cervejaria, a Heineken tem a proposta de trazer uma experiência ímpar para os visitantes, por isso o nome “Heineken Experience”. Excursão, exibições totalmente interativas e dois bares (com direito a degustação de três copos inclusos no ingresso), levam o turista para dentro da empresa, conhecendo sua história e todo o processo de fermentação da cerveja durante todo esses anos.

sisters_in_travel-museus_em_amsterdam-heineken_experience

Ainda há muitos outros museus para explorar na cidade, como escrevi no início do post, são mais de 60 museus em Amsterdam.

E mais uma informação!! Amsterdam possui um complexo de museus a beira dos canais, chamado de “CanalMuseums”. São 08 (oito) casas que abrigam museus dos mais variados temas: Museu Amstelkring, Willet-Holthuysen, Museu Casa de Rembrandt, Museu Van Loon, Museu Huis Marseille, Museu Bijbels, Museu Het Grachtenhuis e Museu Tassen.?

Gostaram dos museus? Deixe no comentários, vamos adorar saber!!
E não esqueça de “amar” o post.
Ps. As fotos foram retiradas da internet!!