Check-in Tips16 de junho de 2020

Ilhas Europeias (quase) intocáveis

image_print

Olá, viajantes!

O continente europeu sem sombra de dúvidas está no imaginário de muitas pessoas, o “Velho continente” guarda séculos e séculos de muita história gloriosa, guerras, revoluções que ditam (até hoje) o tom da nossa sociedade atual. Mesmo sendo chamada de “velho continente”, há modernidade, tanto de pensamento quanto de arquitetura, inovações vistas em todos os cantos do continente.

Costumamos dizer que a Europa mais parece um país, e seus países os Estados, tudo pela incrível facilidade de transitar entre eles sem grandes burocracias, e rapidez de locomoção.

Há muito o que se fazer, ver, comer e aprender com a Europa, e conhecer seus países é mergulhar em um mundo incrível de conhecimento em todos os aspectos. A mente abre para um novo e se reinventa a todo instante.

A extensão da Europa é de 10.180.000km² e muitas ilhas, e são essas ilhas nosso destaque de hoje, são ilhas que mesmo com pouca extensão apresenta grandes atrativos turísticos para todos os gostos. Vem vê com a gente três ilhas singulares!!

Essas ilhas estão fora da rota turística de muitos turistas, e chegam a ser frequentadas apenas pelos locais. Que tal conhecer e explorar essas ilhas tranquilamente sem a presença maçante de turistas? Vem vê com a gente três ilhas singulares!!

Amorgos (Grécia)

Sim, sim, sim e sim, a Grécia não pode faltar quando o assunto são ilhas europeias, afinal o pais grego possui nada mais e nada menos que 6.000 (seis mil) ilhas.

Santorini, Mykonos, Creta, Naxos e Zaquintos são as mais badaladas e Amorgos está na nossa lista por ser uma ilha pacata quase o ano todo.

A “alta temporada” da ilha são nas duas primeiras semanas de Agosto, depois o clima é totalmente de paz e tranquilidade.

A capital da ilha é Chora, além de possui o cenário casas brancas, há boa oferta de tavernas e bares para todos os gostos, agradando gregos e troianos. A charmosa catedral de Amorgos é pequena e é tipicamente grega, toda em branco com abóboda azul. As praias são ótimas para banho, sem aquela multidão típica das ilhas agitadas.

Sveti Klement (Croácia)

Outro país indispensável nas listas de ilhas europeias, a Croácia abriga nada mais e nada menos que 698 (seiscentos e noventa e oito) ilhas.

Hvar e Split são as queridinhas no verão europeu, possuem as melhores atrações locais e internacionais durante o verão, há muita badalação, história, ares medieval, praias, natureza bela, enfim boas escolhas.

Maaaas se você está querendo aproveita o Mar Adriático no verão europeu sem os beach clubs lotados, ruas cheias, hotéis lotados, restaurantes com fila de espera, corre para Sveti Klement, “vizinha” (20 minutos de barco) de Hvar.

O estilo rudimentar de Sveti Klement pode ser o destino ideal para quem deseja sossego sem abrir mão de bom atendimento, apesar de ter apenas um hotel na ilha (Palmizana Hotel), os dois restaurantes do hotel apresentam um cardápio sazonal com muitos frutos do mar.

La Graciosa (Espanha)

Quando pesamos nas ilhas espanholas logo lembramos de Ibiza e Palma de Mallorca, exato? Exato!

Porém, a ilha que vamos escrever fica nas Ilhas Canárias, a Ilha La Graciosa, fazendo fronteira (apenas uma fina faixa de água separa) com a Ilha Lanzarote.

Os ares são “primitivos”, as estradas, bem, não são das mais apropriadas, mas sem perigo, quase não há trafico de automóveis em La Graciosa.

A melhor forma de explorar a ilha é de bicicleta, para paradas para conhecer as ruinas em “Caleta del Sobo” e apreciar a reserva natural, para comer há restaurantes caseiros com bom paladar.

Gostaram?? Deixe nos comentários sua opinião sobre o post, vamos adorar saber!!
E não esqueça de “amar” o post ?
P.s.: As fotos foram retiradas da internet.