Conheça Maldivas

Oi, gente!!

Quer ir para Maldivas ou conhece alguém que queira ir? Quase impossível responder “Não” para essas perguntas. Maldivas é o sonho para muitas pessoas, e a escolha de 09 a cada 10 casais para passar a Lua de Mel.

Há muitas dúvidas sobre Maldivas e por isso, selecionamos uma dicas importantes sobre esse paraíso. Confere com a gente!!

Localização

Maldivas está localizado na Ásia meridional, abaixo do Sri Lanka e da Índia, é um arquipélago composto por 1.190 ilhas. A capital Malé é a mais habitada, com 150 mil habitantes. Há 02 (dois) tipos de ilhas habitadas nas Maldivas: privadas (resorts) e nativas (onde vivem os locais).

Qual a melhor ilha? Adiantamos que é quase impossível definir qual a melhor ilha de Maldivas. A cor do mar é praticamente a mesma em todas as ilhas.

O que pode pesar na escolha é o orçamento da viagem. Nas ilhas privativas estão os famosos bangalôs, com todo luxo, conforto e sofisticação, enquanto nas ilhas nativas há possibilidade de hospedagem em pousadas, com mais contato entre os nativos, a vida local, e sem todo aquele atendimento 05 estrelas.

Fuso horário

Em relação ao fuso horário, as Ilhas Maldivas têm 08 horas a mais que o Brasil, e no horário de verão a diferença fica em 07 horas.

Visto

Brasileiros não precisam de visto quando o período de estadia é inferior a 30 dias. Porém é preciso que o passaporte tenha no mínimo 06 (seis) meses de validade da data da viagem, e é necessário apresentar o certificado de vacinação contra a febre amarela.

Tempo e temperatura

E qual a época ideal para viajar? Entre Novembro a Abril. Entre Maio e Outubro o clima é de muita chuva e ventos forte, afinal, assim como os outros países asiáticos, Maldivas tem as chuvas de monções.

E ah, não faz frio na Maldivas.

Torre de Babel

A comunicação não é difícil, apesar da língua oficial ser “Maldivian”, o inglês é o segundo maior idioma falado na ilha.

Religião

Maldivas é um país muçulmano, não é permitido o consumo e venda de bebida alcoólica e uso de biquínis nas praias das ilhas nativas.

Os únicos lugares em que se pode beber nas Maldivas são nos resorts (ilhas privadas).

Money money money, money!!!

Moeda local é a Rúpia Maldívias, mas o dólar é aceito em todos os estabelecimentos e o seu troco provavelmente será entregue em Rúpias.

Fique atento: o que você consome nos hotéis é cobrado taxa de 10% (dez por cento) e imposto de 12% (doze por cento), totalizando 22% (vinte e dois por cento) a mais no valor final da conta.

Gorjeta

Os funcionários esperam pelas gorjetas, e elas costumam variar entre U$5 a U$15.

Fumantes

É proibido fumar nos espaços públicos, salvo se dispuserem de uma zona exterior para o efeito, como nas esplanadas dos restaurantes. No interior, às vezes, os restaurantes dispõem de zonas para fumadores.

Olha a água mineral!!!

Todas as ilhas agora usam água processada por osmose reversa. Verifique com o seu resort se água engarrafada gratuita está incluída na tarifa do quarto, se você pode beber da torneira, ou se você terá que comprar sua própria garrafa de água na ilha.

Internet

Wi-fi dos resorts funcionam muito bem. Para registrar os passeios em alto mar, recomendamos utilizar chip internacional.

Tomada, voltagem e afins

A tomada pode variar de hotel para hotel, tendo sorte, pode encontrar uma tomada no estilo universal, onde você consegue plugar a maioria das tomadas – exceto a brasileira.

O tipo geralmente usado pelos hotéis é o D ou o G. A voltagem é de 240v e a frequência é 50 Hz.

Acesso a ilha das Maldivas

Para chegar em Maldivas, o aeroporto utilizado é o Aeroporto Internacional de Malé, fica na ilha de Hulhule, a cerca de 02 km da capital Malé. Existem voos regulares de/para a maioria das principais cidades do mundo. O Brasil não tem voo direto, as opções de voos são via Europa ou Oriente Médio.

Locomoção

As ilhas do arquipélago das Maldivas são pequenas e de fácil orientação. Dá para fazer tudo a pé e ir caminhando de uma praia à outra!

O transporte entre as ilhas exige uma logística. Há duas opções: barcos (públicos ou privados) e hidroaviões.

Os barcos públicos (public ferries) são as opções mais baratas. Muitos trechos, saindo do Aeroporto ou da capital Malé, custam poucos centavos de dólar!

Fique atento: algumas rotas são limitadas e algumas empresas não operam as sextas-feiras, dia de folga dos muçulmanos.

Os barcos privados (speedboats) são bem mais rápidos, com transfers em horários regulares ou disponíveis 24h para aluguel privado. O custo é mais elevado.

Tem ainda os hidroaviões (seaplanes) que pousam e decolam na água das Maldivas, às vezes, a única maneira de chegar a algumas ilhas.

Números úteis

Urgências médicas: 119.
Polícia: 110.
Prefixo das Maldivas: 960.
Embaixada do Brasil no Sri Lanka (a mais próxima às Maldivas): +94 11 556 69 00.

Gostaram? Deixe comentários, vamos adorar saber.
E não esqueça de “amar” o post 😉
P.s.: As fotos são “Divulgação”!!