Gastronomia Lifestyle7 de outubro de 2020

Destinos para os amante de churrasco

image_print

Olá, viajantes!

Você amante de viagens e de um bom churrasco, essa lista foi feita pra você, você mesmo churrasqueiro das horas vagas ou de profissão.

Separamos 05 (cinco) destinos onde churrasco é coisa séria e levado para o mais alto grau da gastronomia.

Antes, devemos alertar que cada local traz sua especificidade no preparo da carne (seja no corte, tempero e preparo), então, vá preparado para conhecer mais desse tipo de culinária, somando bons lugares e ótima comida.

Segue a lista de destinos pensados para churrasqueiros!!

Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

Começamos pelo nosso lindo Brasil e com Estado que mais representa o churrasco brasileiro, Rio Grande do Sul.

O típico churrasco gaúcho é preparado com carnes gordas e gorduras claras. Há muitas churrascarias de qualidade na capital Porto Alegre, se a opção for no final de semana, chegue cedo as mais cobiçadas fazem fila na porta.

Buenos Aires, Argentina

É, os “hermanos” tem boa fama (fama internacional) na hora de preparar churrasco.

E não é para menos, o churrasco argentino é tipicamente preparado sobre a parrilla (tipo de grelha específica que não deixa que a gordura da carne escorra para o carvão). O carvão, nem é a opção dos argentinos, eles preferem a lenha para o preparo do seu churrasco.

Na Argentina, as carnes preferidas são: costela, contra-filé e a maminha. Para acompanhar, nada de feijão, baião de hoje, farofa e afins, os argentinos escolhem legumes, batatas e saladas (!).

Outro diferença é o conhecimento em harmonizar churrasco e vinho de qualidade. Definitivamente é outro nível de refeição.

Montevidéu, Uruguai

O Uruguai segue o mesmo preparo do argentinos, e fazem o churrasco em parrillas (e com lenha também), ao ponto das “Churrascarias” em Montevidéu serem denominadas “Parrillas”, e o “churrasco” ter o nome de “asado”.

Quem gosta de carne mal passada deve ficar atento no Uruguai, o mal passado deles é uma carne beeem vermelha, quase cru. O “corte ao ponto” uruguaio equivale ao nosso (brasileiro) “mal passado”.

Austin, Estados Unidos

Nem churrasco, nem parrilla, nos Estados Unidos é “barbecue”. Prato típico no Texas e principalmente na capital Austin que detém o título de “Cinturão do Churrasco” por ser sede das melhores churrascarias do estado.

Na terra do Tio Sam o preparo ocorre no estilo “low&slow” onde o “barbecue” pode demorar até 14 horas para ficar pronto. O resultado compensa, a carne fica extremamente macia e apetitosa.

A cerne preferida dos texanos é o “brisket” (peito do boi), costelas bovinas e algumas carnes suínas.

Tóquio, Japão

Nem só de sushi vive o japonês, o “yakiniku” (o nome que se refere ao churrasco) é preparado em chapas de ferro (pode ser a gás ou carvão) com tiras bem finas.

As carnes em sua maioria são de porco ou frango e são temperadas depois de pronta, assim o cliente escolhe qual condimento deseja e qual a quantidade para agradar seu paladar, o mais escolhido é o molho de soja.

Outro ponto interessante é: o cliente quem escolhe a carne que vai ser preparada na hora para ele. Aqui no Brasil já conseguimos ver esse tipo de opção, mas somente em Steak House Boutique.

Gostaram? 
Deixe comentários, vamos adorar saber.
E não esqueça de “amar” o post 😉
P.s.: As fotos são “Divulgação”!!