Check-in na Rússia

Oiii, gente viajante!!

Maior país do mundo, o país das matrioskas (não sabe o que é isso? Colocamos uma foto por aqui, vá lendo que uma hora elas aparecem), país da vodka, país de origem do meu segundo nome (Raisa, em homenagem a Raíssa Gorbachev – deixem eu me achar ;)) e o país sede da Copa do Mundo 2018.

Os olhos de todo mundo vão se voltar para a gélida Rússia, e você, viajante experto se for assistir a Copa in loco não vai deixar passar nada na hora de arrumar a mala. Anota as dicas ai e boa viagem!!

Money, Money, Money

Se achas que é Euro, pode esquecer, a moeda é Rublo Russo (RUB), com símbolo ₽

As notas são expedidas em notas de ₽05, ₽10, ₽50, ₽100, ₽500, ₽1000 e ₽5000. E as moedas em 01 kopeck, 05 kopeck, 10 kopeck, 50 kopecks, ₽01, ₽02, ₽05 e ₽10.

É considerado ILEGAL pagamento em dólar, euro, libra, real ou outro qualquer tipo de moeda.

Tempo e temperatura

Chegamos na parte que nós brasileiros temos mais dúvidas quando falamos na Rússia, a temperatura!!

Temos que entender que estamos falando do maior país do mundo e com isso há uma grande variação de temperatura na mesma época do ano.

Enquanto temos um clima subtropical no Mar Negro, na Sibéria meridional temos continental (a variação de temperatura entre esses dois pontos atinge 80ºC na mesma época), demais localidades apresentam coesão nas temperaturas.

Por ser no Hemisfério Norte, as estações do ano são definidas assim: Primavera – de 21 de março a 21 de junho; Verão – de 21 de junho a 23 de setembro (neva no verão!!!); Outono – de 23 de setembro a 21 de dezembro; Inverno – de 21 de dezembro a 21 de março.

Primavera e Outono guardam temperatura amenas, se comparadas ao inverno russo,

O verão em grande parte do país é quente e agradável, com o sol presente.

O Inverno é dos mais rigorosos do mundo, vá nessa época se você tem certeza que AMA neve, nevasca, frio e afins. A maioria das regiões ficam de 04 a 05 meses no frio, ao Norte o tempo de frio dura 10 meses.

Torre de Babel

Aqui temos uma Torre de Babel de primeira qualidade. Além do russo, ainda são reconhecida como línguas oficias: língua ucraniana, azeri, tártara, tchuvache e tuviniana.

E o inglês?? Então, jovem viajante, o inglês só usado no combo “hotel +principais pontos turístico +restaurantes mega badalados“ fora isso é tudo russo mesmo. “Вы получили это“ (”Você entendeu?”, em russo ;D)

Gorjeta

Na Rússia é assim: não aparece na conta o valor da gorjeta, mas é de praxe deixar de 05% a 10% do total da conta para o garçom.

Olha a água mineral!!!

Há uma quantidade relativamente boa de fontes naturais na Rússia, no entanto nem todas são propícias para consumo, se for beber água natural das fontes, fique atento se são fontes analisadas e aprovadas.

Os poços artesianos são igualmente comuns na Rússia, principalmente nas áreas campestres. São consideradas puras por não ter contato com água da chuva e outras impurezas.

Água descongelada é considerado o melhor meio de purificação da água. Quando se congela a água impura, além de demorar mais, as impurezas se concentram no meio da formação do gelo, e na água limpa não. Atente que só o primeiro descongelamento deve ser usado para tomar.

A Rússia abriga duas grandes fontes minerais (Cáucaso e Zabaikalki) usadas para beber e para tratamentos de doenças neurológicos, cardiovasculares e outros devido a grande quantidade de sais e minerais (dando um gosto levemente salgado)

As marcas mais famosas de água são: Essentuki, Narzan e Nagutskaia

Beber água da torneira, pode? A agência de vigilância Rostockrebnadzor garante que a agua da torneira é própria para consumo.

Alerta!! Independente da origem da água escolhida para beber, sempre é bom ferver ou filtrar a água antes do consumo.

Fumantes

Desde 2013 está em vigor a lei antifumo em toda a Rússia, e é proibido fumar: em escritórios, escolas e universidades, hospitais, clínicas e todas as instituições públicas, restaurantes, cafés, em todos os meios de transporte, dentro de estações ferroviárias, portos e aeroportos, estações de metrô e pontos de parada de transporte coletivo, bem como a uma distância inferior a15 metros desses pontos.

Internet

Levar um chip sempre é bom, mas muitos restaurantes, cafés, bares e pontos turísticos dispõe wi-fi gratuitamente.

Lembre-se: Em alguns estabelecimentos a senha do wi-fi só é fornecida mediante o consumo no local.

Tomada, voltagem e afins

Na Rússia o padrão da corrente elétrica é de 220volts (50Hz) E a tomada é de dois pinos redondos paralelos na horizontal (tipo F).

Acesso a Rússia

Aéreo

O ponto de partida para explorar a Rússia é pela capital Moscou, são cinco aeroportos (Sheremetyevo, Bykovo, e os internacionais Ostafievo, Vnukoyo e o Domodedovo) que fazem a “distribuição“ para as outras cidades russas e que recebem a grande malha aérea internacional.

Mesmo que o seu destino final não seja Moscou, uma breve conexão ou escala vai acontecer na capital russa antes de chegar a cidade desejada.

Terrestre

Ônibus

A opção terrestre para acesso a Rússia por ônibus é bem reduzida, reservada mais para os ônibus de turismo, as estrada são boas mas há opções mais procuradas.

Ferrovia

Seguindo a linha dos aeroportos, os trens fazem parada final no terminal ferroviário mais ao centro de Moscou, finalizando a viagem na estação central, é possível embarcar em outro transporte para a chegar a seu real destino.

Os trem passam de 30 em 30 minutos e há divisão de classes nos trem assim como nos aviões. Fique atento na hora de comprar os bilhetes

Carro

Quem busca total autonomia na sua viagem e não gosta de transporte público, a saída sempre é aluar um carro.

Atente que na Rússia apesar de boas estradas, não possui bons motoristas, os russos tem péssima fama no trânsito e os horários de pico são sinônimo de caos e estresse.

E outro detalhe que “dificulta“ é a sinalização, existe e super orientam, mas se você souber o alfabeto cirílico, do contrário não serve de nada.

Locomoção na Rússia

            Aeroexpress

Quem chega pelo aeroportos da Rússia logo é apresentado ao Aeroexpress, um trem confortável, com banheiro e serviço de bordo que faz trajetos dos aeroportos para as principais estações de metrô da cidade.

Apesar de não ser 24 horas (05h as 00h30) funciona com alta frequência (de 30 em 30 minutos) e as instruções são em inglês (raridade)!!!!

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site oficial

            Trem bala

Para visitar outras cidades russas, como a famosa São Petersburgo é mega fácil, há o trem bala com suas estações bem centrais e serviço a bordo de primeira qualidade.

            Carro

Mesmo ciente de todo caos com o trânsito russo e a dificuldade em entender as sinalizações em cirílico, você ainda deseja passear de carro, pois saiba que há necessidade em traduzir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para russo e autenticar no consulado russo e brasileiro e/ou possuir a Carteira de Habilitação Internacional (CHI)

            Táxi/Uber

Se fizer uso de táxi, solicite pela recepção do hotel, do estabelecimento em que estiver ou por aplicativos (Get Taxi e Yandex), os russos tem a má fé de cobrar mais caro pelo trajeto se souber que são turistas, por não ter taxímetro, é melhor combinar o valor da corrida antes de ingressar no carro. E detalhe: eles não falam inglês!!!

O aplicativo Uber funciona muito bem, não tem erro. Não esqueça de usar o cupom “UBERSISTERINTRAVEL

            Ônibus

Não é o transporte (nem o ônibus elétrico) dos mais recomendáveis, pela falta de sinalização e poucas rotas. Se fizer questão, é melhor utilizar o ônibus turístico.

Andar de ônibus por Moscou é uma opção para os mais aventureiros. Ao contrário do metrô, o trajeto do transporte não está exposto em qualquer lugar.

            Metrô

Além de ser o melhor transporte público de toda Rússia, é um dos cartões postais do país. Conhecida como “Palácio Subterrâneo“ são um encanto de estação, inclusive temos um post sobre as estações de metro russa, clica aqui.

O metrô abrange toda a cidade, são bem sinalizados (letras e cores), em algumas áreas turísticas a sinalização também ocorre em inglês.

P.s: A Rússia disponibiliza cartões para facilitar a vida dos frequentadores assíduos dos transportes públicos, são eles: Troika (para transporte de superfície), Ediny (vem com quantidade de viagens pré-definidas, até 60 viagens por cartão), Bilhete Diário (são definidos por dias e não por viagens), 90 Minutos (funciona assim – utiliza qualquer transportes público, durante 90 minutos, quantas vezes quiser).

Cada vez mais o uso do dinheiro em espécie se torna menor, por isso a Rússia oferece a opção de pagamento via celular, utilizando o cartão de crédito para cadastro via Samsung Pay e Apple Pay. E o chamado bilhete vestível, uso de braceletes, anéis e/ou chaveiros com microchips que validam a entrada para ingresso nos transportes públicos.

Atenção!!! A tecnologia está ai, use a seu favor, baixe o aplicativo oficial “Moscovo Guia de Metrô e Mapa Interativo“ e simule viagens, com passo a passo das linhas e transportes a serem utilizados para alcançar o seu destino, além de apresentar o valor da viagem.

Animais de estimação

Seu pet é muito bem-vindo a Rússia, no entanto fique atento para alguns detalhes.

A documentação: Atestado veterinário internacional (datado cinco dias antes da viagem), Certificado de Vacinação contra a raiva e polivalente e permissão especial do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor).

O transporte do animal: Os gatos devem ser transportados em bolsa ou kennel, e os cães em kennel, usando focinheira.

Para os cães há a seguinte atenção: a caixa de fundo para o transporte deve ser impermeável, com material absorventes e com tamanho suficiente para o animal deitas e se mover com folga.

Lembre-se que cada companhia aérea tem sua política (e taxas) para aceitar o seu bichinho, entre em contato antes de emitir os bilhetes aéreos.

Para as viagens em trem, há maior facilidade, não é necessário apresentar atestados, há cobrança de taxas e assim como na alfândega, não são aceito mais de dois animais por pessoa.

Números úteis

Prefixo internacional: +7

Polícia: 092

Urgência: 112

Cruz Vermelha: 902 222 292

Ah, essas são as Matrioskas!!!!


Gostaram das dicas? Deixem comentários!!

Não esqueçam de “amar” o post!

P.s.: As fotos foram retiradas da internet!! 😉




Viajar sem visto para o Canadá

Olá, viajantes!!

Tem coisa mais chata que as burocracias na hora de viajar?!

A partir do dia 01 de maio de 2017 os brasileiros podem viajar para o Canadá sem precisar de visto. Demais!!!

Mas preste atenção, essa facilidade será apenas para os viajantes que já estiveram no Canadá nos últimos 10 anos ou que tem um visto americano válido, esses viajantes precisarão apenas solicitar o eTA (Electronic Travel Authorization), tudo pela internet, no site oficial do Governo canadense.

O Governo do Canadá anunciou que a intenção de liberar a Autorização Eletrônica de Viagem (Electronic Travel Authorization – eTA) visa facilitar a entrada temporária de brasileiros no país que estejam viajando a lazer ou a trabalho. O acordo foi anunciado dia 31 de outubro de 2016 pelo Embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone.

  • Mas não esqueça que quem ainda não viajou para nenhum desses dois países  continua sendo necessária a solicitação de visto normalmente.

O que acharam da novidade?

Vai ajudar ou não?

Gostou da notícia? Não esquece e amar e compartilhar o post, conte para seus amigos sobre essa novidade maravilhosa! ❤📲




Como tirar passaporte brasileiro? Saiba tudo para facilitar sua vida!

Olá viajantes,

Muitas pessoas tem dúvida de como retirar passaporte brasileiro, ou mesmo renova-lo.

Seus problemas acabaram!

Nós estamos aqui pra ajudar vocês!

Acredite, não é um bicho de sete cabeças, é simples, mas em alguns casos demorado.

Vamos começar pelos documentos necessários…fique atento na lista:

Documentos necessários:

1.0 – Documento de Identidade, para maiores de 12 anos;

2.0 – Título de Eleitor e comprovantes de votação da última eleição (dos dois turnos, se houve) ou certidão de quitação eleitoral – obtida no site do TSE – ou justificativa eleitoral.

3.0 – Documento que comprove quitação com o serviço militar obrigatório, para os requerentes do sexo masculino a partir de 01 de janeiro do ano em que completam 19 anos até 31 de dezembro do ano em que completam 45 anos.

4.0 – Comprovante bancário de pagamento da Guia de Recolhimento da União – GRU referente à taxa devida para a emissão do documento de viagem requerido.

O boleto de GRU será gerado automaticamente após o preenchimento do formulário de solicitação de passaporte pela internet, sendo imprescindível o CPF do requerente ou do seu responsável, se for o caso. O simples agendamento bancário não comprova o pagamento da taxa.

5.0 – Passaporte anterior válido, se houver.

6.0 – CPF

sisters_in_travel-passaporte-como retirar

Agora vamos para o agendamento:

  1. Junte toda a documentação necessária;
  2. Acesse o portal da Polícia Federal-Serviços-Passaporte-Requerer Passaporte-Solicite a Emissão do Passaporte, já na página de solicitação você deve preenche os dados pessoais (inclusive e-mail) solicitados no formulário eletrônico, e enviar. São quatro etapas, todas online e intuitivas. Na sequência, imprime o protocolo e a taxa de passaporte (Guia de Recolhimento da União – GRU) (1);
  3. Após o pagamento da taxa e a correspondente compensação bancária (de 24 a 72 horas), você deve retornar ao site da Polícia Federal-Serviço- e clica no campo 7 – Agendar Atendimento e fazer agendamento no posto de expedição de passaportes e data/hora que for melhor para você (1);
  4. Na data e hora agendadas, recomenda-se chegar ao posto da Polícia Federal escolhido com 15 minutos de antecedência, e apresenta seus documentos originais necessários ao atendente do DPF (2);
  5. Nesse momento, são conferidos seus dados biográficos e colhidos os dados biométricos: foto (vá bem bonito, esta será a foto do seu passaporte!) e impressões digitais (2);
  6. Finalizado o atendimento, agora é aguarda a emissão;
  7. O prazo de entrega do passaporte ao requerente é de até 6 dias úteis em todo o Brasil (6);
  8. Quando o passaporte chega no posto, você receberá um e-mail avisando que seu passaporte já pode ser retirado (7);
  9. Você deve ir ao respectivo posto de expedição de passaportes do DPF, onde um servidor do DPF lhe mostrará o passaporte e será realizada a conferência dos dados impressos no passaporte (8);
  10. Após os dados serem conferidos, o servidor do DPF faz a conferência biométrica de um dos dedos do requerente para realizar a autenticação do requerente (8);
  11. Após a conferência biométrica, o requerente assina o passaporte (8);
  12. Ao final, o passaporte é entregue ao requerente e está pronto para ser utilizado (9);

Pronto! Agora é aproveitar e viajar

Durante todo o processo, você pode checar o andamento do processo  via Internet ou Terminais de Auto Atendimento disponíveis nos PEP, bastando clicar no campo 9 –Consultar e Cancelar Agendamento (2 ao 8);

Caso o requerente deseje reagendar o atendimento, basta clicar no campo “8 – Reagendar Atendimento”.

Tem mais alguma dúvida? Nos pergunte, se soubermos responder, teremos o prazer em ajudar!!

Sabe alguma dica?

Compartilhe e faça muitas pessoas felizes!!!

E não esqueça de “amar” o post!! 😉

P.s.: As fotos são da internet!




Alfândega em Singapura

Oi gente!!!

Se tiver algo “chato” em viagem, pode ter certeza que é a parte de imigração. Filas, formulários de imigração, vacinas em dia, declarar ou não declarar (eis a questão!!) e outras coisinhas que são necessárias para o controle do país sobre nossa chegada e partida.

Chato, porém necessário, por isso meu caro Watson escrevo esse post para informar eventuais “burocracias” dos nossos destinos. Cada país tem suas regras, não nos cabe julgar, apenas cumprir-las e assim teremos uma estadia tranquila. A idéia sempre é essa, viajar com segurança e tranquilidade. Então vamos lá?!

Em Singapura todos os turistas passam pela imigração assim que desembarcam em Singapura. Controlado pelo serviço de Imigração local (Immigration Checkpoints Authority – ICA) a entrada para Singapura só será concedida se alguns requisitos forem atendidos, são eles:

I.       Passaporte com pelo menos 06 (seis) meses de validade.

II.      Visto válido para Singapura*.

III.    Recurso suficiente para permanência em Singapura.

IV.   Bilhete aéreo de retorno ou prosseguimento da viagem.

V.     Vistos para (eventuais) outros países de destino

VI.   Cartão de desembarque/embarque em Singapura devidamente preenchido.

VII.  Cartão Internacional de Vacina contra a febre amarela em dia

*Se a permanência em Singapura for inferior a 30 dias, não será necessário visto para o Brasil.

O Cartão de desembarque/embarque é entregue ainda dentro do avião antes da aterrissagem, para quem chega por via marítima ou terrestre o cartão pode ser facialmente encontrado nos balcões de informações antes da entrada de imigração.

Após preencher o cartão, o mesmo deverá ser entregue junto com o passaporte ao oficial, que destacará a ficará com o cartão, devolvendo o canhoto ao turista. Guarde com todo cuidado esse canhoto, ele tem que ser entregue ao oficial de imigração no dia da saída de Singapura.

Cartão de Imigração Singapura

Lembre-se: Singapura tem uma política extremamente rígida principalmente em relação ao tráfico de drogas, no Cartão de Imigração está escrito em caixa alta, vermelho e negrito “Cuidado: Morte aos traficantes de drogas de acordo com a Lei de Singapura”. Falta de aviso não é!!!

Cartão de Imigração Singapura

Sempre bom alertar que o controle em Singapura é muito severo, e além dos turistas, suas bagagens também são revistadas caso oficias tenham alguma suspeita. Em todos os pontos de chegada e partida de turistas tem o controle de bagagens denominado “Dual Channel” (vermelho ou verde).

No Canal Vermelho é para turista que possui Produtos Tributáveis, Produtos Controlados e Mercadorias Proibidas. Enquanto que no Canal Verde é para visitante que não possui nenhum dos produtos e mercadorias

Para as mercadorias importadas tributáveis, é realizado o pagamento de direitos e do Imposto sobre Bens e Serviços, no caso das importações de outros bens somente o pagamento do Imposto sobre Bens e Serviços.

Fique atento para a lista de produtos e mercadoria que devem ser declaradas, caso o turista opte por escolher o Canal Verde e for revistado e na bagagem forem encontrados produtos que deveriam passar pelo Canal Vermelho, o turista poderá receber de uma “simples” multa até um processo de acusação.

A lista completa de produtos e mercadorias pode ser adquirida nos balcões de informações de desembarque e embarque.

Outro item que vale citar é o reembolso para aqueles que fazem compras em Singapura. Chamado de Imposto sobre Serviços (Goods and Services Tax – GST).

Para ter direito ao reembolso, o turista deve realizar compras (acima de SGD$100 no mesmo estabelecimento) em lojas que estejam dentro do programa de reembolso, é fácil identificar quais lojas participam, é só procurar a identificação “Tax Free Shopping” e/ou “Premier Tax Free”

Porém (sempre temos um porém hahaha), nem todos estão “aptos” a ter esse reembolso. Eis os critérios para receber o reembolso:

I.       Não ser cidadão ou residente permanente de Singapura

II.      Ter realizado compras em Singapura em 365 dias (ou menos) nos últimos 24 meses antes da data da compra.

III.    Não ter sido empregado em Singapura nos últimos 06 meses antes da data da compra.

IV.   Não ser membro de tripulação de companhias aéreas e/ou marítimas

V.     Ter idade igual ou superior a 16 anos no momento da compra.

VI.   Está deixando Singapura pelo Aeroporto Changi ou pelo terminal marítimo Marina Bay Singapura.

VII.  Ter realizado a compra no máximo 02 meses antes de solicitar o reembolso.

Não pense que tudo que foi investido em Singapura será reembolsado. Temos algumas exceções:

I.       Mercadorias consumidas em Singapura.

II.      Mercadorias que são exportadas comercialmente.

III.    Exportação por frete.

IV.   Recibo de hotéis, pousadas e outros estabelecimentos similares.

V.     Aluguel de veículos automotivos.

No Aeroporto de Changi o reembolso pode ser feito no quiosque (devidamente identificados) perto da Imigração, e no Terminal Marítimo há o quiosque de auto atendimento. Em todos os casos, a solicitação é realizada virtualmente pelo sistema Reembolso de Turista Eletrônico (The Electronic Tourist Refund Scheme – eTRS).

Há 03 possibilidades de reembolso, quem solicitar pelo Aeroporto de Changi tem a opção de receber em espécie ou creditado no cartão de crédito, enquanto quem requerer no Terminal Marítimo Marina Bay pode auferir em cheque ou creditado no cartão de crédito.

Atenção 01!!! Às vezes as autoridades responsáveis solicitam a apresentação da mercadoria junto com o recibo de reembolso. Por isso é recomendável realizar o reembolso antes do check-in.

Atenção 02!!! O valor a ser reembolsado será menor que o pago ao GST. O motivo? Taxas de manipulação serão cobradas, mas não se preocupe tudo será devidamente descriminado no bilhete emitido pelo setor competente.

sisters_in_travel-the_travel-alfandega-singapura-gst_refund_singapore_customs

É isso gente, espero ter explicado direitinho, qualquer dúvida deixe nos comentários!!