Superstições e tradições de ano novo pelo mundo

Oii, gente!!

Como está sendo a reta final do ano de 2018 pra vocês? Reflexões pelo que aconteceu no ano e pensamentos e vibrações direcionadas para 2019?

Ano novo, vida nova” é assim que muitos dizem do ano que vai começar. Carregada de simbolismos, crenças, superstições e tradições cada ser humano tem a sua “mania” para atrai bons fluidos e deixar a má sorte para o ano que se encerra, seja pular as sete ondas do mar, quebrar pratos, vestir roupa branca e/ou comer lentinha na hora da virada. Enfim são muitas superstições e tradições que passam de geração em geração e varia entre os países mundo afora.

Alguém aqui tem a sua tradição ou superstição na hora da virada? Eu tenho 🙂 Confesso que gosto muito de saber as tradições e superstições mundo afora, as que me interessam eu faço. Não custa nada né?! Vamos “entregar a sorte” para o universo!! hahaha

Separamos algumas tradições e superstições de réveillon, conheça, escolha a sua e aposte na virada do ano para ter muita sorte e prosperidade!!

Brasil

Usar roupa branca na virada do ano e a presença de lentilha na ceia do réveillon são as tradições mais forte no nosso país. Enquanto que pular as sete ondas no mar e fazer oferenda para Iemanjá em busca de sorte e bençãos são as superstições mais praticadas pelos brasileiros.

Na minha cidade, Belém do Pará nós temos as erveiras do Mercado do Ver-o-Peso que vendem banhos com ervas, tem para afastar tudo de ruim (banho do descarrego) e o banho para magnetizar todas as coisas boas para o ano que se inicia.

Estados Unidos

O lançamento da bola de réveillon na Times Square, em Nova York, exatamente às 23h59 do dia 31/12 e a Rose Parade”, em Pasadena, na Califórnia, no primeiro dia do ano são os momentos mais tradicionais e esperados pelos norte americanos.

Holanda

Recheadas de canais e lagos a Holanda possui uma tradição e superstição bem “congelante”, reza a lenda que mergulhar na água fria do Mar do Norte ou dos lagos holandeses no primeiro dia do ano é garantia de sorte para o ano que se inicia. Alguém encara as temperaturas glaciais do inverno Europeu na água??

Espanha

Para quem gosta de uva essa vai ser a melhor tradição. Em todo território espanhol é costume comer no dia 31 de dezembro no soar da meia-noite 12 uvas, cada uva representa cada badalada do relógio.

Itália

Outro país em que é tradição praticar mergulho em águas gélidas é na Itália, precisamente na capital, Roma. Pular da Ponte de Santo Ângelo para dentro do Rio Tibre é tradição tão antiga que moradores e turistas vão assistir os corajosos que pulam da ponta.

Inglaterra

London New Year Parade” o tradicional desfile inglês é muito esperado pela população local e turistas que se “espremem” nas ruas da capital inglesa para assistir as danças, acrobacias e diversas atividades de entretenimento.

China

Adeptos da limpeza e da boa faxina vão gostar dessa superstição chinesa. Limpar a casa no ano novo, antes da celebração da meia-noite é para afastar espíritos indesejados, e quando chegar a meia-noite do dia 31/12 a primeira comida a ser ingerida é o quioza, prato típico chinês.

Dinamarca

Pular de cadeiras no exato momento da troca de ano é superstição das mais seguidas na Dinamarca, tudo para expulsar maus espíritos e atrair sorte.

Alemanha

Abarrotar a mesa com miniaturas de porquinhos e o cardápio ter leitão é das tradições mais permanentes de fim de ano na Alemanha.

Venezuela

A superstição que mais gostamos foi essa hahaha. Para garantir viagens no ano que se inicia, os venezuelanos tiram as malas do armário e dão uma volta no quarteirão levando as malas. Quem quiser dinheiro, a superstição venezuelana é colocar um nota de dólar no sapato. E por fim, eles listam em um papel todas as coisas ruins que aconteceram no ano e depois queimam o papel, assim todas as mazelas ficam no passado.

Genteee, mais do que fazer todas ou quase todas as superstições ou tradições, o importante mesmo é ter fé no coração e nas atitudes e fazer diferença todos os dias, sempre buscando evoluir como ser humano.

Bom final de ano pra vocês!! 😉

Gostaram?? Deixe nos comentários sua opinião sobre o post, vamos adorar saber!!

E não esqueça de “amar” o post 😉

P.s.: As fotos foram retiradas da internet!




Hotéis de cinema

Olááá, viajantes!!!

Escolher cenário de um filme não é tarefa fácil, as vezes recorrer ao famoso “fundo verde“ para criar vários efeitos e cenários é a melhor opção.

Tem diretores que preferem ir a rua e fazer de cenário os cartões postais das cidades, praças, parques, café, restaurantes, feiras e hotéis. As cenas ficam mais reais e próximas do público.

Vamos apresentar alguns do muitos hotéis que foram set de gravação de famosos longas metragens. Por incrível que pareça, se hospedar em um hotel que foi palco de um filme está no imaginário de muitas pessoas, e muitas vezes, a escolha pelo hotel que apareceu em determinado filme é decisiva para o viajante.

Beverly Wilshire Hotel – Beverly Hills/EUA (Uma linda mulher)

Clássicos dos anos 90, o filme “Uma linda mulher“ foi estrelado pelo super casal de atores, Richard Gere e Julia Roberts. O hotel Beverly Wilshire Hotel pertence a luxuosa rede de hotéis Four Seasons, construído nos anos 20, na cidade de Beverly Hills, na Califórnia, possui uma linda e imponente arquitetura. Apenas o lobby e área externa do hotel serviram como cenário, as cenas do quarto foram gravadas em estúdio, o que não diminuiu em nada a vontade de viajantes se hospedarem no hotel, mesmo com uma diária “salgada“ (U$650), a procura aumentou consideravelmente após o lançamento do filme.

Villa F e Hotel Danielli – Veneza/Itália (O Turista)

Estrelado por Johnny Deep e Angelina Jolie, o filme apresenta lindas cenas em Paris (França) e Veneza (Itália), e é na cidade italiana que os hotéis são utilizados para as gravações do filme, neste caso o Hotel Danielli da grife A Luxury Collection Hotel teve seu pátio inferior utilizado, enquanto as dependências do “Vila F” foi escolhida para a cena do tiroteio, apartamento de Alexander Pearce (Johnny Deep) e sua localização privilegiada com a Piazza de San Marco ao fundo ajudou a fotografia do filme. Os dois hotéis são de alto luxo, com diárias acima de U$1.000 na categoria mais simples e apresentam conforto máximo aos seus hóspedes.

Lanesborough Hotel, Londres/Inglaterra (De Olhos bem fechados)

O filme que foi um marco na vida do então casal, Tom Cruise e Nicole Kidman, foi gravado na principal suíte do cinco estrelas Lanesborough Hotel. Durante as gravações, em 1999 a suíte Royal recebeu a mesa de sinuca, usada no filme, e outra suíte foi palco para as cenas mais quentes entre os astros de Hollywood.

Inaugurado em 1828, o hotel é super bem localizado, na Hyde Park, com traços arquitetônicos da época mantém todo requinte e sofisticação que um hotel cinco estrelas precisa para receber grandes atores. Um dos grandes diferencias do hotel são os quartos amplos e claros. O custo da diária é salgada (R$3.000,00) mas é certeza de tratamento VIP.

Dolder Grand, Zurique/Suíça (Os Homens que não Amavam as Mulheres)

Para o remake da grande produção sueca, baseada na trilogia do filme “Milennium“, foi usada a suíte Masini do mega luxuoso e sofisticado The Dolder Grand, na linda Zurique/Suíça. O filme de suspense que conta com Daniel Craig no elenco, apresenta todas as disposições da citada suíte, são dois quartos com janela do teto ao chão, banheiros com mármore verde escuro, hidromassagem, saunas e outras amenidades de lazer.

O Dolder Grand está um pouco afastado do centro de Zurique para proporcionar aos hospedes tranquilidade e contato com a natureza local. O hotel dispõe de um Spa de mais de 4.000 metros quadrados e restaurantes da alta gastronomia, o Saltz (com 14 pontos no Gault Milau) e o The Restaurant (duas estrelas Michelin e 18 pontos no Gault Milau).

Grand Plaza, Roma/Itália (John Wick)

Grand Plaza Hotel, um hotel cinco estrelas e com excelentes referências. A localização é a melhor, na Via Del Corso, no coração de Roma, a poucos passos dos melhores pontos turísticos e da Via Condoti, a rua das grifes!!

Antes de sediar o elegante hotel, o prédio era conhecido como Palazzo Lozzano, em 1834 o palácio se uniu a prédio pré-existentes, gerando o layout atual, tudo responsabilidade de Antônio Sarti. Anos seguintes ocorreram outras mudanças, deixando o prédio conservado e confortável.

Além do filme estrelado por Keanu Reeves em 2014, o hotel recebeu grandes atores para outras produções, são algum dos filmes: The Man from U.N.C.L.E (2015), Doze Homens e outro segredo (2004), Quero fica com Polly (2004), Gangues de Nova York (2002), O Inocente (1961).

E ah, as Sisters se hospedaram nesse hotel em 2015!! 😉

Adlon Kempinski, Berlim/Alemanha (Desconhecido)

O Adlon Kempinski, hotel lendário e dos mais bem localizados em Berlim, na porta do Portão de Brandemburgo. Recebe com frequência celebridades de todos os segmentos e magnatas que visitam a linda Berlim e desembolsam, no mínimo R$1.300,00 por noite. O custo é visto em todo o tratamento que hóspede recebe ao chegar e sair do hotel. Cômodos extremamente limpos e confortáveis.

Para o filme “Desconhecido“, com o Liam Neeson liderando o grande elenco, o luxuoso hotel da rede Kempinski cedeu imagens e áreas para a gravação, por sinal, o filme “explode“ parte do prédio com arquitetura neoclássico.

La Mamounia, Marraquexe/Marrocos (Sex And The City 2)

O filme de 2010 se passa na cidade de Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), no entanto, como a cidade não permite gravações de filmes por lá, as cenas externas foram alteradas para a cidade de Marraquexe, no Marrocos.

O hotel escolhido para ser o oásis das 04 (quatro) amigas foi o glamoroso e exótico La Mamounia. Todas as áreas do hotel foram muito bem aproveitadas, tanto os 08 hectares de parque, como a piscina, Spa, os quatro refinados restaurantes, e até mesmo os 03 (três) riads (pequenos palácios no estilo marroquino). Para ter a mesma experiência é preciso desembolsar mais de R$1.000,00 para a categoria mais “simples“ de hospedagem.

Ravla Khempur, Udaipur/Índia (O Exótico Hotel Marigold)

O nome do filme é “O Exótico Hotel Marigold”, mas é o verdadeiro nome do hotel é “Ravla Khempur”, pano de fundo para a trama estrelada pela atriz Judi Dench em 2011. Localizado em uma região tranquila do vilarejo do Khempur, a proposta do filme era mostrar um hotel pacato e em más condições.

A realidade é outra, mesmo sendo um hotel 02 (duas) estrelas, o hotel é um antigo palácio (do século XVII) de um chefe tribal, da vila Khempur, no melhor estilo “Hotel Equestre“, com a decoração das 10 (dez) suítes bem no estilo equestre. Os cavalos Marwari, o famoso cavalo que dança podem ser avistados no haras do hotel. Outro hotel que aparece no filme é o Jagat Niwas Palace Hotel, com vista para o Lago Pichola. Diária começa em R$369,00.

Taj Lake Palace Udaipur, Udaipur/Índia (007 Contra Octopussy)

A linda Índia merece mais um hotel nessa lista, a maioria dos hotéis de luxo desse país encantador foi palácio em tempos idos. A rede de hotel Taj Palace administra a maioria desses hotéis-palácio, mantendo as tradições, arquitetura e toda a beleza do lugar, fazendo com que os hóspedes se sintam verdadeiros marajás quando estiverem hospedados em um dos hotéis espalhados no país.

Um desses hotéis-palácios é o Taj Lake Palace Udaipur, na cidade de Udaipur, que foi cenário para o filme do maior agente secreto de todos, o 007, no filme “007 Contra Octopussy” em 1983. Mesmo sendo um filme “antigo” as belezas do hotel continuam a mesma, os terraços usados no filme continuam no mesmo lugar com a agradável vista ao lago Pichola, por sinal, o hotel ocupa toda a ilha no lago Pichola. Construído em 1743, abriga 05 (cinco) categorias de acomodações, que variam entre R$535 a R$23,4mil.

Park Hyatt, Tóquio/Japão (Encontros e Desencontros)

Filme de Sofia Copola e estrelado por Bill Murray e Scarlett Johanson teve um do hotéis mais caros de Tóquio como base para as gravações do filme de 2003, o cinco estrelas Park Hyatt.

Park Hyatt conta com 03 (três) torres, está na zona central de Shinjuku. As acomodações são luxuosos e bem tecnológicas, assim como as demais áreas do hotel. O bar do hotel foi cenário recorrente no filme, além de agradar por permitir uma vista ímpar para Tóquio, os hóspedes e turistas vão para tirar fotos onde a dupla de atores contracenava. A diária começa na casa de R$1.000,00!!!

Bellagio Hotel e Casino – Las Vegas/EUA (Onze Homens e Um Segredo)

Las Vegas pode ser considerado a melhor cidade para locações, muita luz, alegria, agitação e pontos excêntricos, prato cheio para diretores de cinema. O hotel mais famosos da cidade não poderia ficar de fora, o cinco estrelas Bellagio Hotel & Cassino e suas encantadoras fontes de água foram o palco para as cenas do remake de “Onze homens e um segredo“ em 2001. Dany Ocean, interpretado por George Clooney tem, apenas, o intuito de roubar o hotel. As cenas foram gravadas no primeiro andar do Bellagio e as fontes tem atenção especial, aparecendo em várias cenas do filme. A diária do hotel começa na casa dos U$300. E ah, Julia Roberts também atua nesse filme.

Caesars Palace – Las Vegas/EUA (Se Beber Não Case)

Outro grande filme igualmente filmado em Las Vegas, foi a comédia “Se Beber Não Case“, alguém lembra da pergunta do personagem Alan Garner (interpretado pelo ator Zach Galifianakis) “César morou mesmo aqui?“ ao fazerem o check-in hotel “Caesars Palace“?? O quarto onde os personagem ficam hospedados não foram gravadas no hotel (foram inspiradas na Suíte Forum Tower Emperors), no entanto a excêntrica decoração inspirada no Império Romano como o lobby, piscina, elevadores, pista de dança e o casino que aparecem no filme são das dependências do hotel. A diária em quarto simples está na casa dos U$124.

Planet Hollywood Hotel and Casino (Jogo de amor em Las Vegas)

A comédia romântica de 2008, estrelada por Cameron Dias e Ashton Kutcher teve o famoso Planet Hollywood Hotel & Casino como cenário. Localizada ao lado da Torre Eiffel da cidade, na famosa Strip (a avenida 24 horas agitada e cheia de cassinos) o Planet Hollywood é um hotel temático, como o próprio nome sugere, os 2.600 aposentos são decorados com motivos de filmes. Além de ótimas instalações, o hotel Planet Hollywood possui o restaurante BurGR, do ilustre chef Gordon Ramsay. As diárias começam na casa dos R$200,00 dependendo da época do ano.

Treasure Island – TI Hotel & Casino (Miss Simpatia 2: Armada e Poderosa)

O sucesso do filme “Miss Simpatia” estrelado por Sandra Bullock, teve sua sequencia gravado no hotel Treasure Island – TI Hotel & Casino. Quem se hospeda no Treasure Island tem a certeza que está cercado de uma rica variedade de restaurantes, bares, Spas e uma linda piscina. A cereja do bolo do hotel é a Marvel’s Avengers S.T.A.T.I.O.N. onde é possível imergir no mundo Marvel, em especial no universo dos Vingadores, tudo de forma lúdica e educacional. Adiaria do hotel, começa em R$237,00.

Aria Resort & Casino (Última viagem a Vegas)

Com um elenco de peso e ganhadores do cobiçado Oscar, o filme “Última viagem a Vegas” narra a história de quatro velhos amigos Billy (Michael Douglas), Paddy (Robert De Niro), Archie (Morgan Freeman) e Sam (Kevin Kline) em uma noite de despedida de solteiro na cidade da diversão. O hotel escolhido para comemorar a vitória da personagem de Morgan Freeman no jogo de cartas “21“ é a bela cobertura do Hotel Aria Resort & Casino e, segundo o concierge do hotel no filme é: “vila na cobertura e uma das melhores suítes de Las Vegas”.

O Aria é considerado um dos melhores hotéis de Las Vegas por oferecer muita exclusividade, requinte e luxo para os hospedes e visitantes na melhor área da cidade, a Las Vegas Boulevard South (Strip). O Spa merece destaque por apresentar mais de 60 salas de tratamentos, massagens e outros procedimento estéticos de qualidade. Para aproveitar esses serviços e muito mais é preciso desembolsar mais R$500,00 a diária.

 

O que acharam? Deixem comentários!!
Não esqueçam de “amar” o post!
P.s.: Algumas fotos foram retiradas da internet!! 😉




Destino Zen!!!

Oiii, gentee!!!

Às vezes tudo que queremos é paz, paz da atribulada rotina, paz do trânsito caótico da nossa cidade, paz de filas quase sem fim, paz do estresse do dia adia, a aclamada paz espiritual.

Em busca dessa “paz de espírito”, cada vez mais as pessoas estão procurando destinos onde podem aprofundar seu lado espiritual e centralizar pensamentos. Mas que destinos seriam esses?? Separamos alguns destinos para que deseja fazer seu “retiro espiritual”, e siiim, a Ásia agrega mais localidades onde esses retiros acontecem, as religiões nascentes neste continente são grandes percursoras do estudo da mente, da autorreflexão, do conhecimento interior.

Índia

Os eremitérios hindu Ashram e a cidade de Bodhgaya estão no topo da fila de procura para quem deseja se isolar do muito e se reconectar com o seu “eu espiritual”.

Ashram é um retiro espiritual localizado em várias cidades da Índia com muito contato com a natureza, onde os sábios e “gurus” ficavam para evoluir espiritualmente e aconselhar os líderes das cidades. Hoje, encontramos um espaço ainda com muito verde e espaços para ioga, meditação e paz. Os gurus continuam ali, ajudando e incentivando os que procuram o autoconhecimento. O Ashram que mais aceita estrangeiros são os da cidade de Rishikesh (Norte da índia), devido a localização geográfica, os Ashram de Rishiken estão perto das nascentes do rio Ganges, usufruindo da sua parte limpa do rio.

Bodhgaya é um destino puro de peregrinação indiana, considerado um dos mais sagrados do mundo budista, afinal foi o local onde Buda atingiu a chamada “Iluminação”, debaixo da árvore Bodhi. Integrando o Complexo do Templo Mahabodhi, faz parte dos quatro principais locais de peregrinação da vida de Guatama Buda. Em 2002 o Templo Mahabohi integrou a lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Camboja

O que não falta no Camboja são templos, mas mais que isso, não faltam lugares propícios para relaxar e meditar. O famoso templo budista Angkor Wat (em volta dele há centenas de outros templos budistas e hinduístas) é muito procurado pelos adeptos do budismo para pratica de ioga, meditação e reclusão social, em busca de paz.

Nepal

Por mais contraditório que possa parecer, é na cidade de Kathmandu, com todo o trânsito caótico e bagunçado que encontramos o lugar ideal para encontrar a espiritualidade e total imersão na meditação. A escolha do retiro são vários: o templo Boudhanath (o local mais sagrado para os budistas no Nepal), Swayambhunath (templo budista conhecido como “Templo dos Macacos“), Pashupatinath (templo hindu de adoração ao Deus Xiva as margens do Rio Bagmati) e Patan e sua impressionante praça Durbar, Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Japão

Em uma “simples” ilha, chamada Shikoku há nada mais e nada menos que 88 templos e muita paz. Os chamados “Caminhos dos 88 Templos de Shikoku“ é destino para peregrinos destinados a percorrer mais de mil quilômetros, algo resulta em 60 dias de viagem passando entre os templos, vilarejos, montanhas, praias e campos, tendo como recompensa revisão de valores espirituais, sociais e morais. O percurso pode ser realizado de várias formas, a pé, de bicicleta, de carro ou de trem, e creia, realiza-lo a pé é a escolha preferida. Reza a lenda que percorrer o caminho a pé é a rota para chegar mais perto da salvação e a iluminação.

Gostaram das dicas? Deixem comentários!!
Não esqueçam de “amar” o post!
P.s.: As fotos foram retiradas da internet!! 😉




Belas ruas pelo mundo

Olááá, queridos viajantes!!

Sempre dizemos que a melhor forma de conhecer um local é explora-lo a pé, preferimos altas caminhadas do que fazer uso de metro, por ser subterrâneo, perdemos muitas vistas e pontos interessantes, que até então desconhecíamos.

Ficar hospedados em hotéis bem localizados ajuda bastante o passeio a pé, além de andar pouco para os principais pontos turísticos, a chance de encontrar lugares fantásticos é maior.

Agora que locais seriam esses? Museus, praças, bares, cafés, lojas e etc??? Não, não e não. São belas ruas!!!

Isso mesmo senhoras e senhores, tem certos destinos que a própria rua é atração turística. Diversos são os motivos que atraem os turistas para essas ruas. A exuberante natureza, arquitetura antiga ou moderna, as luzes, o constante movimento de pedestres e/ou de carros e até mesmo o clima bucólico que transmite.

Separamos liiiindas ruas que valem atenção especial na hora de visitar a cidade. Vem com a gente!!!

Rua Gonçalo de Carvalho (Porto Alegre, Brasil)

Começamos com o Brasil, claro!! A beleza natural da rua encanta, são mais de 100 árvores tipuana, uniformemente plantadas na década de 30, criando um lindo túnel verde. O reconhecimento é tanto que a rua é Patrimônio Histórico Cultural e Ambiental da capital Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Rua Emílio Sorgetz (Gramado, Brasil)

Ainda no Brasil e no estado do Rio Grande do Sul, subindo a Serra Gaúcha, na adorável cidade de Gramado, encontramos a “Rua Torta“ (nome fantasia), no bairro Planalto, em frente a Praça da Etnias.

A “Rua Torta“ de Gramado lembra muito a Rua Lombard Street, em São Francisco (EUA), por terem o mesmo estilo de ladeira íngreme. A nossa ”Rua Torta” tupiniquim apresenta flores e árvores e a curvas menos sinuosas.

Lombard Street (São Francisco, Estados Unidos da América)”

Eu vou para a Califórnia, o meu destino é… encontrar a rua com mais ziguezague do mundo. Na cidade de São Francisco localizamos a Lombard Street, entre as ruas Hyde e Leavenworth.

Idealizada, sim ela foi idealizada (não ela não “nasceu“ com curvas, apenas ladeira – hahaha), em 1922 por Carl Henry para substituir os 27 graus existentes e para possibilitar a passagem de automóveis. Hoje são 08 (oito) curvas estreitas para os 400 metros de ladeira. Os carros apenas descem (é mão única) a uma ínfima velocidade de 08km/h.

A rua norte americana também é famosa por ter sido cenário de vários filmes, dentre eles o famoso blockbuster “Doce Novembro“.

Orchard Road (Singapura)

Quer rua luxuosa, quer tombo, quer maravilha de grifes em um só lugar???? Então vá a Singapura e encontre a Orchard Road, principal espaço comercial nessa “cidade-país”

São restaurante com estrelas Michelin, sofisticadas redes de hotéis, shopping centers abrigando as melhores marcas nacionais e internacionais.

Só para ter noção do tanto que a rua é luxuosa, tem duas lojas gigantes da famosa marca francesa Hermes na Orchard Road, em menos de dois quarteirões de distância uma loja da outra. Algo extremamente raro para a grife, que costuma ter poucos endereços nas cidades mundo afora. Entenderam porque a Orchard Road é puro luxo?

Ruas da antiga Lijiang (Lijiang, China)

Em busca de ambiente bucólico, parado no tempo, precisamente no século XIII, mantendo suas tradições e costumes? Nada como um passeio pelas ruas da antiga Lijiang, na China.

Fincada no Sudoeste do país, aos pés da Montanha dos Dragões de Jade, Lijiang foge do tradicional em alguns quesitos, não há muros ou distribuição geométrica entre as construções, algo habitual na China.

O passeio fica ainda melhor com a distribuição de 300 pontes entre os canais, charme total!!! E para finalizar, a parte antiga de Lijiang é Patrimônio Mundial da Unesco.

Dentre tantas ruas, as que mais se destacam são: Qiyi Street Chongron Alley ou pela Wuyi Street Wenzhi Alley para algumas das vistas mais espetaculares da rua.

Via Vittorio Veneto (Roma, Itália)

Graças ao filme “La Dolce Vita de Federico Fellin” na década de 60 que o mundo conheceu a glamorosa Via Veneto, na capital italiana, Roma.

Na década anterior ao filme a rua italiana era sensação entre artistas, modelos da alta costura mundial, era o local para ver e ser visto.

A bela fonte “Fontana del Tritone”, hotéis de alto luxo (há hotéis medianos também), cafés, excelentes restaurantes integram mais ainda a pomba da rua.

Ruelas da cidade Chefchauen (Marrocos)

É no Noroeste do Marrocos, na cidade de Chefchauouen onde temos a possibilidade de conhecer a cidade famosa por seu tom azul predominante nas construções, oferecendo um charme singular para a cidade.

O motivo para o uso da cor azul é em decorrência da forte presença de judeus que acreditavam que azul é a cor do poder de Deus.

Rua principal de Molyvos (Ilha Lesbos, Grécia)

Neste caso, toda a ilha Molyvos é puro charme, qualquer canto um encanto. Passear pelas ruas dessa ilha grega é certeza de encontrar a mesma imagem, rua cobertas por flores.

Calle Ciegos (Jerez, Espanha)

Similar a rua principal de Molyvos, a Calle Ciegos em Jerez, na Espanha é mais um espetáculo da harmonia entre natureza e o homem (as construções). Imagine o quão adorável deve ser passear por essa rua, hein?!

Bregagh Road (Ballymoney, Irlanda do Norte)

Neste caso não temos uma rua e sim uma estrada singular. Conhecida como “The Dark Hedge” e “Estrada do Rei” é uma estrada ao longo da Bregagh Road entre os perímetros Armoy e Stranocum na cidade de Ballymoney, na Irlanda do Norte.

Além do belo cenário bucólico do túnel formados pelas árvores, o que chama atenção nessa estrada é o fato de ter sido locação para a célebre série Game of Thrones – GoT.

Faltou alguma rua incrível nessa lista?
Deixem comentários!!
Não esqueçam de “amar” o post!

P.s.: Algumas fotos foram retiradas da internet!! 😉




Conheça os Jardins marroquinos de Marraquexe!!

Onde muitos pensam em deserto, camelos, souk (mercados) e tons terrosos, apresentamos o verde em pleno Marrocos, precisamente na cidade de Marraquexe. Há jardim natural e jardim cuidadosamente planejado e arquitetado. Acompanhe a leitura. 😉

Jardim Majorelle

Abriga cerca de 3.000 espécies botânicas. O nome é em homenagem ao seu fundador, o pintor francês Jacques Majorelle (1886-1962). É conhecido por ter sido propriedade do estilista Yves Saint Laurent na década de 80. Hoje pertence a Fundação Jardim Majorelle, subsidiária da Fundação Pierre Bergé – Yves Saint Laurent. No interior do jardim encontra-se a “Casa dos Lustres” do Ministério da Cultura francês, desde 2011.

Endereço: Rue Yves St Laurent. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 08h as 13h30 (todos os dias).
Ingresso: Jardim: 70 Dhs e Museu: 30 Dhs.

Le Jardin Secret

É no meio do caos do centro de Marrakech que está localizado o Le Jardin Secret. Aberto recentemente ao público, guarda história de mais de 400 anos. Reconstruída em meados do século XIX é dividida em duas partes (um jardim oriental e outro jardim com várias flores e plantas colhidas mundo afora).

Endereço: Rue Mouassine, 121. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 09h30 as 18h30 (última entrada até as 18h)
Ingresso:
 Entrada: 50Dhs
 e Acesso a Torre: 30 Dhs.

Cyber Park Arsat Moulay Abdeslam

Outro jardim que transmite tranquilidade. Construído para o príncipe Moulay Abdeslam, no século XVIII, o Cyber Park busca aliar a botânica com tecnologia (Wi-Fi gratuito por todo o jardim), fazendo do jardim uma área educacional e moderna, agregando visitantes e estudiosos da botânica.

Endereço: Arset El Bilk
. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 08h as 18h.

Jardim Anima

A junção de arte, botânica e luxo!! São mais de 02 hectares de verde e mais três salas de exposições e um charmoso café que serve almoço. Mesmo sendo um pouco afastado do centro de Marrakech (27km +/-), vale a visita.

Endereço: Douar Sbiti Ourika. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 09h as 17h (todos os dias)
Ingresso: 12€

Jardim do Parque El Harti

Pelos moradores é igualmente conhecido como “Parque dos Dinossauros”, por conta da presença de dois modelos grandes de dinossauros na área infantil do parque. Com duas entradas principais (Place 16 Novembre e na Rue El Quadi Ayad com a Avenue du President Kennedy), o Parque El Harti é milimetricamente cuidado e organizado e o jardim rico em palmeira, cactos, arbustos de bambu e outras espécies de flora.

Endereço: Place 16 Novembre. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 08h as 18h (todos os dias).

Jardim Bio Aromatique Nectarome

É o primeiro jardim bio-aromático do Marrocos, fica a 35 km de Marraquexe, no Vale de Ourika. Apresenta mais de 50 plantas aromáticas, medicinais e ornamentais, principalmente da região. O jardim é fonte para as pesquisas da consagrada Nectarome (empresa de cosméticos marroquina que usa a natureza como matéria prima de seus produtos). Oficinas de beleza, saúde e culinária são oferecidas aos visitantes do jardim. Há possibilidade de almoço (dos bons!!) no Jardim Bio Aromatique Nectarome. A entrada é gratuita, e tem a possibilidade de visita guiada (com custo).

Endereço: Tnine ourika, Ourika.
Horário de funcionamento: 09h as 18h (todos os dias)

Parc Lalla Hasna

Limoeiros, laranjeiras e outras árvores predominam na paisagem e são responsáveis pelo verde e harmonia do jardim tranquilo que tem a biblioteca pública integrante e a mesquita Koutoubia ao fundo. Recomenda-se ir no fim de tarde e ter cuidado com a presença de moradores de rua.

Endereço: Avenue Hommae Al Fatouaki.
Horário de funcionamento: 24h (todos os dias)

Menara Garden and Pavilion

Construído no século XVI, oriundo da dinastia Saadiana, o Parque Menara e seu jardim são conjunto de hortas e oliveiras com um lago artificial e vista para o Altos Atlas. Compensa pela arquitetura típica da região e por ser inverno.

Endereço: Avenue de la Ménara
Horário de funcionamento: 08h as 17h (todos os dias)

 

Gostaram das dicas? Deixem comentários!!
Não esqueçam de “amar” o post!
P.s.: As fotos foram retiradas da internet!! 😉