Conheça os Jardins marroquinos de Marraquexe!!

Onde muitos pensam em deserto, camelos, souk (mercados) e tons terrosos, apresentamos o verde em pleno Marrocos, precisamente na cidade de Marraquexe. Há jardim natural e jardim cuidadosamente planejado e arquitetado. Acompanhe a leitura. 😉

Jardim Majorelle

Abriga cerca de 3.000 espécies botânicas. O nome é em homenagem ao seu fundador, o pintor francês Jacques Majorelle (1886-1962). É conhecido por ter sido propriedade do estilista Yves Saint Laurent na década de 80. Hoje pertence a Fundação Jardim Majorelle, subsidiária da Fundação Pierre Bergé – Yves Saint Laurent. No interior do jardim encontra-se a “Casa dos Lustres” do Ministério da Cultura francês, desde 2011.

Endereço: Rue Yves St Laurent. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 08h as 13h30 (todos os dias).
Ingresso: Jardim: 70 Dhs e Museu: 30 Dhs.

Le Jardin Secret

É no meio do caos do centro de Marrakech que está localizado o Le Jardin Secret. Aberto recentemente ao público, guarda história de mais de 400 anos. Reconstruída em meados do século XIX é dividida em duas partes (um jardim oriental e outro jardim com várias flores e plantas colhidas mundo afora).

Endereço: Rue Mouassine, 121. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 09h30 as 18h30 (última entrada até as 18h)
Ingresso:
 Entrada: 50Dhs
 e Acesso a Torre: 30 Dhs.

Cyber Park Arsat Moulay Abdeslam

Outro jardim que transmite tranquilidade. Construído para o príncipe Moulay Abdeslam, no século XVIII, o Cyber Park busca aliar a botânica com tecnologia (Wi-Fi gratuito por todo o jardim), fazendo do jardim uma área educacional e moderna, agregando visitantes e estudiosos da botânica.

Endereço: Arset El Bilk
. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 08h as 18h.

Jardim Anima

A junção de arte, botânica e luxo!! São mais de 02 hectares de verde e mais três salas de exposições e um charmoso café que serve almoço. Mesmo sendo um pouco afastado do centro de Marrakech (27km +/-), vale a visita.

Endereço: Douar Sbiti Ourika. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 09h as 17h (todos os dias)
Ingresso: 12€

Jardim do Parque El Harti

Pelos moradores é igualmente conhecido como “Parque dos Dinossauros”, por conta da presença de dois modelos grandes de dinossauros na área infantil do parque. Com duas entradas principais (Place 16 Novembre e na Rue El Quadi Ayad com a Avenue du President Kennedy), o Parque El Harti é milimetricamente cuidado e organizado e o jardim rico em palmeira, cactos, arbustos de bambu e outras espécies de flora.

Endereço: Place 16 Novembre. Marrakech, Marrocos.
Horário de funcionamento: 08h as 18h (todos os dias).

Jardim Bio Aromatique Nectarome

É o primeiro jardim bio-aromático do Marrocos, fica a 35 km de Marraquexe, no Vale de Ourika. Apresenta mais de 50 plantas aromáticas, medicinais e ornamentais, principalmente da região. O jardim é fonte para as pesquisas da consagrada Nectarome (empresa de cosméticos marroquina que usa a natureza como matéria prima de seus produtos). Oficinas de beleza, saúde e culinária são oferecidas aos visitantes do jardim. Há possibilidade de almoço (dos bons!!) no Jardim Bio Aromatique Nectarome. A entrada é gratuita, e tem a possibilidade de visita guiada (com custo).

Endereço: Tnine ourika, Ourika.
Horário de funcionamento: 09h as 18h (todos os dias)

Parc Lalla Hasna

Limoeiros, laranjeiras e outras árvores predominam na paisagem e são responsáveis pelo verde e harmonia do jardim tranquilo que tem a biblioteca pública integrante e a mesquita Koutoubia ao fundo. Recomenda-se ir no fim de tarde e ter cuidado com a presença de moradores de rua.

Endereço: Avenue Hommae Al Fatouaki.
Horário de funcionamento: 24h (todos os dias)

Menara Garden and Pavilion

Construído no século XVI, oriundo da dinastia Saadiana, o Parque Menara e seu jardim são conjunto de hortas e oliveiras com um lago artificial e vista para o Altos Atlas. Compensa pela arquitetura típica da região e por ser inverno.

Endereço: Avenue de la Ménara
Horário de funcionamento: 08h as 17h (todos os dias)

 

Gostaram das dicas? Deixem comentários!!
Não esqueçam de “amar” o post!
P.s.: As fotos foram retiradas da internet!! 😉




Highlights de Havana

Oii, gente!!! 🙂

Capital e maior cidade da ilha de Cuba, Havana apresenta traços que nos remetem a época em que era domínio espanhol. A arquitetura junto com a cultura local mantém as tradições e histórica de Havana.

Apresentamos os melhores pontos turísticos da cidade!!

Plaza de la Catedral

Uma das principais praças da Havana Antiga, a “Plaza de la Catedral“ possui edificações no estilo barroco do século XVIII. O nome deriva da Catedral de San Cristóbal de la Habana”, localizada em volta da praça.

Outros pontos de interesse da praça é o Museo del Arte Colonial, Palacio del Conde Lombillo e a Estátua de Antonio Gades (famoso dançarino de flamenco).

Há muitas boas opções de restaurantes e barzinhos, o mais famoso é o Bodeguita del Médio e seu mojito.

 

Catedral de Havana

Seu nome original é “Catedral de la Virgen María de la Concepción Inmaculada de La Habana“. A catedral católica é sede da Arquidiocese Cubana e foi construída pelos jesuítas entre os anos de 1748 e 1777 no local de uma igreja.

Além de integrar a parte o “hall“ de Patrimônio Mundial da UNESCO, é a construção mais importante para os cubanos.

 

Castelo da Força Real

Edificação em estilo renascentista, concebida em meados do século XVI, é exemplo de perfeita simetria que foi devidamente copiada para a construção das fortalezas norte-americanas e lhe garantiu espaço na lista de Patrimônio da Humanidade.

Também é conhecido como “Torre da Espera“, reza a lenda que Dona Inês de Bobadilla ia a torre, todos os dias, para avistar (em vão) o retorno do navio que levou seu marido quando o mesmo foi explorar a Flórida.

O Castelo da Força Real abriga o Museu da Navegação.

Plaza de Armas

Primeira praça de Havana, concebida assim que a cidade foi fundada. As construções antigas em volta da “Plaza de Armas” são as obsoletas casas dos capitães espanhóis.

O espaço é dividido entre árvores, tendas (muitas tendas) com venda de artigos antigos, como livros e LPs e apresentações de artistas de rua.

Museu da Cidade de Cuba/Museu da Revolução

Localizado na parte antiga de Havana, no palácio presidencial dos antigos presidentes cubano (de Mario Garcia Menocal a Fugencio Batista).

O interior do museu reserva um aconchegante pátio arborizado em meio a riquíssima arquitetura barroca e artefatos utilizados no cotidiano da casa, objetos pessoas dos antigos moradores e belas mobílias.

Após a Revolução Cubana (em 1959), o prédio em estilo neoclássico passou a ser museu e a apresentar a história cubana do período da revolução (na década de 50), a Cuba pré-revolucionária e a Guerra da Independência.

A parte de trás do museu acomoda o “Granma Memorial“, com a disposição do iate Granma, o veículo fluvial foi o que levou Che Guevara, Fidel Castro e Rául Castro e outros revolucionários do México a Cuba. O míssil terra-ar SA-2 Guideline, usado para abater um avião espião dos EUA (Lockheed U-2) na época da Crise dos mísseis de Cuba, o motor do avião U-2, alguns tanques usados durante a revolução e um destruidor de tanques de origem soviética também, estão expostos.

 

 

 

Plaza de San Francisco

Praça de São Francisco foi desenvolvida em frente ao porto cubano do século XVI.

Com a reforma ocorrida nos anos 90, pontos de interesse ganharam destaque, a Fonte de Los Leones (de mármore branco é das mais belas de Cuba), o terminal da Sierra Maestra (ponto de saída dos transatlânticos), Lonja del Comercio e sua cúpula e o popular estátua Caballero de Paris.

Por estar localizada na Havana Antiga, outras grandes atrações estão ao seu redor, caso da Igreja e Convento de São Francisco de Assis (dentro há o Museu de Arte Sacra), Museu del Ron, Coche Miambí (vagão de trem, fabricado nos EUA em 90 e transferido para Cuba em 92), o Museu Casa Alejandro Humboldt e o Aquarvm (aquário de peixes originários do Brasil).

 

 

Basílica Menor de San Francisco de Assis

Além de ser basílica também é Mosteiro de São Francisco de Assis, edificada no final do século XVI para ser sede da comunidade franciscana, foi palco para adoração dos ingleses quando os mesmo dominavam Cuba. No anexo a basílica há a Torre Sineira.

Gostaram das dicas? Deixem comentários!!

Não esqueçam de “amar” o post!

P.s.: As fotos foram retiradas da internet!! 😉




Viajante de cada Signo

Olá, viajantes!!

Se tem uma coisa que a maioria das pessoas gostam de saber é mais sobre o seu signo, aquela combinação com a pessoa amada, se as características, qualidades e defeitos “batem“ com o seu representante no zodíaco. Sempre recorremos aos astros para saber um pouco mais de nós. Não é mesmo?! Quem sempre?? hahaha

Vocês sabiam que a maneira como o viajante desbrava o seu destino pode estar ligado ao seu signo no zodíaco??

Nessa “onda esotérica” convidamos a querida astróloga Larissa Bëdran (@larissabedran) do blog www.larissabedran.com.br para elaborar o perfil do viajante de cada signo. Nos identificamos demais com nossos signos, touro e escorpião.

Confira!!

Explorador,  pode facilmente ir sozinho, é aventureiro,  falta a paciência para os imprevistos.

 

Gosta de tudo planejado, conforto é tema chave, o turismo gastronômico pode agradar muito.

 

Gostam é de conhecer tudo, conhecer gente, conversar e trocar muita ideia. Desconfio que viajam para ter assunto depois. Adoram o ir e vir, a curiosidade os fazem exploradores de novidades.

 

Amam viajar com pessoas queridas, viagem em família ou para lugares que remetam alguma história passada são favorecidas. Amam fotografar e registrar para guardar com carinho as memórias das estradas.

 

Apreciam a celebração, não basta ser um a viagem, querem a melhor, a mais animada. Lógico, muitas fotos incríveis nas redes sociais são bem-vindas!

 

Organizam os mínimos detalhes, gostam do impecável e programado. Pesquisam todos os blogs de viagem e todos os hotéis. Viajar com um virginiano pode ter livrar de muita dor de cabeça.

 

Uma viagem acompanhado parece melhor aos olhos de um libriano. Em casal ou com algum amigo, o libriano gosta da experiência da troca. Lugares belos, harmônicos e elegantes compõe bem o universo desse signo.

 

A viagem pode representar uma busca mais profunda de cura interna. Sua ligação com a impermanência e as transformações que vida traz podem fazer a viagem perfeita aquela que contenha sementes de transcendência e regeneração interna.

 

Viajantes natos, amam explorar os novos horizontes. A viagem sempre é a busca por algo maior e repleto de sentido. Novos pontos de vista culturais amplificam o olhar de Sagitário que se desenvolve e motiva nessa eterna busca de novos sentidos.

 

Viagens produtivas são muito bem vindas para esse perfil. Muito prudentes, preferem calcular os gastos e o tempo de cada atividade. Como gostam de superar suas próprias limitações é interessante que procurem programas que aperfeiçoem seu autodesenvolvimento.

 

Lugares diferentes são uma boa escolha, por serem um pouco fora da caixa amam um destino exótico, explorar um local que poucos foram parece tentador. Gostam de se sentir livres e com espaço.

 

Seguir a intuição pode ser o caminho desses viajantes. Seja na escolha do destino ou na escolha dos programas, Peixes gosta de sentir a vida e navegar nas próprias águas imaginativas. Vai sentindo, intuindo e seguindo. Talvez uma viagem que os ajude a se conectar com os próprios canais sensíveis caia bem.

 

Nosso muito obrigada a Larissa Bëdran por ter elaborado com tanto carinho o viajante de cada signo. Adoramos!! 👏👏😘

No blog www.larissabedran.com.br e no perfil do Instagram @larissabedran vocês conferem mais matérias sobre astrologia. 😉

O que acharam, o perfil de vocês combina com o signo? Contem pra gente!! 😉




Moscou – capital da Rússia e da Copa do Mundo 2018

Oiii, gente!!

A capital da Federação Russa também vai ser “capital“ da Copa do Mundo 2018, por abrigar vários acontecimentos futebolístico, o jogo de abertura, três jogos da fase de grupos, uma oitava de final, uma semifinal e a grande final.

Moscou é uma grande metrópole, seus 12 milhões de habitantes possuem perfil cosmopolita como a cidade, criada a beira do Rio Moscou, Oeste da Rússia.

A cidade chega a ser bem dividida para passear, acompanhe.

Grande parte do contexto histórico e político da cidade está dentro Kremlin (significa “fortaleza dentro de uma cidade“), dentro da grande fortaleza com vinte torres russa há cinco palácio (destacamos o palácio do Arsenal – todas as riquezas dos czares estão guardadas ali.), quatro catedrais e ainda abriga a sede do governo russo e a residência oficial do presidente.

Saindo das muralhas vermelhas do Kremlin, vamos a famosa “Red Square“ (Praça Vermelha) e sua grande atração, a fofinha (*-*) e exótica Catedral de São Basílio. A praça tem ao seu redor o Mausoléu de Lenin, o Museu Histórico do Estado, o centro de compras luxuoso GUM e o Kremlin. A praça foi construída para separar o cidade real (Kremlin) do bairro Kitay-Gorod.

P.s.: Muitos pensam que a origem do nome “Praça Vermelha“ é referência a cor das construções em volta ou até mesmo alusão ao comunismo. Nada disso, a origem é modesta, deriva da palavra russa красная (Krasnaya), que antigamente significava “Bonita“ com alteração no idioma, Krasnaya passou a significar “vermelho“. E então ficou “Praça Vermelha“ e não mais “Praça Bonita“.

Afastando um pouco da praça vermelha e do Kremlin, vamos rumo ao Teatro Bolshoi (15 minutinhos a pé da praça) e sede da Academia Estatal de Coreografia de Moscou mais conhecida como Academia de Balé Bolshoi (para os íntimos Balé Bolshoi), soberana no mundo da dança (focado no balé) e ópera. O prédio é no encantador estilo neoclássico, inclusive a fachada está impressa nota de 100 rublos russo.

Mais afastado ainda do Kremlin, temos o maior museu russo e um dos maiores do mundo dedicado a arte europeia, o Museu Estatal Pushkin de Belas Artes. O museu abriga muitas seções interessantes Arte do Antigo Egito, Arte da antiguidade Clássica, Galeria de Pinturas, Gravuras e desenhos, esculturas, Arte Decorativa e aplicadas, Coleção de Réplicas, Numismática (coleção de moedas e medalhas), Museu de Coleções Privadas e Memorial do apartamento de Sviatoslav Richter (pianista russo, com viés de pintor e admirador da arte). Ao lado do museu está a Catedral Cristo Salvador.

Enquanto o Museu Pushkin abriga a arte europeia, a Galeria Estatal Tretyakov é voltada para promover a arte russa. Valorizando os artistas locais que seguem a arte local. São mais de 130 mil artefatos russos, datados do século XI e XX. A famosa “Virgem de Vladimir“ está exposta na Galeria.

Outro ponto de interesse para apreciadores de museus é o museu ao ar livre Kolomenskoye, apresenta construções de vários estilos, o destaque fica para a Igreja da Ascensão com seu teto de madeira e estrutura de pedras e tijolos (inovação para a época), que está na lista de Patrimônio Mundial.

Para amantes de compras, a pedida é a rua Tretyakov Proyezd, um verdadeiro shopping a céu aberto com as maiores grifes do mundo. São tantaas lojas luxuosas que a pequena rua russa é conhecida como uma das “área mais caras do mundo”.

Quem procura por bons restaurantes, bares, pubs e muita badalação, a Rua Arbat é a melhor escolha, o movimento é intenso dia e noite na rua exclusiva para pedestres. Por volta da rua há o Museu-Casa de Alexandre Pushkin (famoso poeta russo).

Conhecida como a “Beleza de Moscou“, a Torre Ostankino oferece uma linda vista da capital russa do alto dos seus 540 metros de altura. Construída em 1967 foi a “estrutura autônoma em terra mais alta do mundo“ até 1976 quando a CN Tower, em Toronto no Canadá foi inaugurada.

Para os apreciadores do verde e da natureza, o Parque Gorky é a grande atração, no inverno, é o local para a patinação/o no gelo, além de sediar o Festival de Inverno Russo.

Realizar esses passeios utilizando o metrô torna o passeio muito melhor, as estações russas são liindas de morrer, com traços típico da Era dos Czares, são denominadas de “Palácios Subterrâneos“, não deixe de fora da sua lista!!

Gostaram das dicas? Deixem comentários!!

Não esqueçam de “amar” o post!

P.s.: As fotos foram retiradas da internet!! 😉




Check-in na Rússia

Oiii, gente viajante!!

Maior país do mundo, o país das matrioskas (não sabe o que é isso? Colocamos uma foto por aqui, vá lendo que uma hora elas aparecem), país da vodka, país de origem do meu segundo nome (Raisa, em homenagem a Raíssa Gorbachev – deixem eu me achar ;)) e o país sede da Copa do Mundo 2018.

Os olhos de todo mundo vão se voltar para a gélida Rússia, e você, viajante experto se for assistir a Copa in loco não vai deixar passar nada na hora de arrumar a mala. Anota as dicas ai e boa viagem!!

Money, Money, Money

Se achas que é Euro, pode esquecer, a moeda é Rublo Russo (RUB), com símbolo ₽

As notas são expedidas em notas de ₽05, ₽10, ₽50, ₽100, ₽500, ₽1000 e ₽5000. E as moedas em 01 kopeck, 05 kopeck, 10 kopeck, 50 kopecks, ₽01, ₽02, ₽05 e ₽10.

É considerado ILEGAL pagamento em dólar, euro, libra, real ou outro qualquer tipo de moeda.

Tempo e temperatura

Chegamos na parte que nós brasileiros temos mais dúvidas quando falamos na Rússia, a temperatura!!

Temos que entender que estamos falando do maior país do mundo e com isso há uma grande variação de temperatura na mesma época do ano.

Enquanto temos um clima subtropical no Mar Negro, na Sibéria meridional temos continental (a variação de temperatura entre esses dois pontos atinge 80ºC na mesma época), demais localidades apresentam coesão nas temperaturas.

Por ser no Hemisfério Norte, as estações do ano são definidas assim: Primavera – de 21 de março a 21 de junho; Verão – de 21 de junho a 23 de setembro (neva no verão!!!); Outono – de 23 de setembro a 21 de dezembro; Inverno – de 21 de dezembro a 21 de março.

Primavera e Outono guardam temperatura amenas, se comparadas ao inverno russo,

O verão em grande parte do país é quente e agradável, com o sol presente.

O Inverno é dos mais rigorosos do mundo, vá nessa época se você tem certeza que AMA neve, nevasca, frio e afins. A maioria das regiões ficam de 04 a 05 meses no frio, ao Norte o tempo de frio dura 10 meses.

Torre de Babel

Aqui temos uma Torre de Babel de primeira qualidade. Além do russo, ainda são reconhecida como línguas oficias: língua ucraniana, azeri, tártara, tchuvache e tuviniana.

E o inglês?? Então, jovem viajante, o inglês só usado no combo “hotel +principais pontos turístico +restaurantes mega badalados“ fora isso é tudo russo mesmo. “Вы получили это“ (”Você entendeu?”, em russo ;D)

Gorjeta

Na Rússia é assim: não aparece na conta o valor da gorjeta, mas é de praxe deixar de 05% a 10% do total da conta para o garçom.

Olha a água mineral!!!

Há uma quantidade relativamente boa de fontes naturais na Rússia, no entanto nem todas são propícias para consumo, se for beber água natural das fontes, fique atento se são fontes analisadas e aprovadas.

Os poços artesianos são igualmente comuns na Rússia, principalmente nas áreas campestres. São consideradas puras por não ter contato com água da chuva e outras impurezas.

Água descongelada é considerado o melhor meio de purificação da água. Quando se congela a água impura, além de demorar mais, as impurezas se concentram no meio da formação do gelo, e na água limpa não. Atente que só o primeiro descongelamento deve ser usado para tomar.

A Rússia abriga duas grandes fontes minerais (Cáucaso e Zabaikalki) usadas para beber e para tratamentos de doenças neurológicos, cardiovasculares e outros devido a grande quantidade de sais e minerais (dando um gosto levemente salgado)

As marcas mais famosas de água são: Essentuki, Narzan e Nagutskaia

Beber água da torneira, pode? A agência de vigilância Rostockrebnadzor garante que a agua da torneira é própria para consumo.

Alerta!! Independente da origem da água escolhida para beber, sempre é bom ferver ou filtrar a água antes do consumo.

Fumantes

Desde 2013 está em vigor a lei antifumo em toda a Rússia, e é proibido fumar: em escritórios, escolas e universidades, hospitais, clínicas e todas as instituições públicas, restaurantes, cafés, em todos os meios de transporte, dentro de estações ferroviárias, portos e aeroportos, estações de metrô e pontos de parada de transporte coletivo, bem como a uma distância inferior a15 metros desses pontos.

Internet

Levar um chip sempre é bom, mas muitos restaurantes, cafés, bares e pontos turísticos dispõe wi-fi gratuitamente.

Lembre-se: Em alguns estabelecimentos a senha do wi-fi só é fornecida mediante o consumo no local.

Tomada, voltagem e afins

Na Rússia o padrão da corrente elétrica é de 220volts (50Hz) E a tomada é de dois pinos redondos paralelos na horizontal (tipo F).

Acesso a Rússia

Aéreo

O ponto de partida para explorar a Rússia é pela capital Moscou, são cinco aeroportos (Sheremetyevo, Bykovo, e os internacionais Ostafievo, Vnukoyo e o Domodedovo) que fazem a “distribuição“ para as outras cidades russas e que recebem a grande malha aérea internacional.

Mesmo que o seu destino final não seja Moscou, uma breve conexão ou escala vai acontecer na capital russa antes de chegar a cidade desejada.

Terrestre

Ônibus

A opção terrestre para acesso a Rússia por ônibus é bem reduzida, reservada mais para os ônibus de turismo, as estrada são boas mas há opções mais procuradas.

Ferrovia

Seguindo a linha dos aeroportos, os trens fazem parada final no terminal ferroviário mais ao centro de Moscou, finalizando a viagem na estação central, é possível embarcar em outro transporte para a chegar a seu real destino.

Os trem passam de 30 em 30 minutos e há divisão de classes nos trem assim como nos aviões. Fique atento na hora de comprar os bilhetes

Carro

Quem busca total autonomia na sua viagem e não gosta de transporte público, a saída sempre é aluar um carro.

Atente que na Rússia apesar de boas estradas, não possui bons motoristas, os russos tem péssima fama no trânsito e os horários de pico são sinônimo de caos e estresse.

E outro detalhe que “dificulta“ é a sinalização, existe e super orientam, mas se você souber o alfabeto cirílico, do contrário não serve de nada.

Locomoção na Rússia

            Aeroexpress

Quem chega pelo aeroportos da Rússia logo é apresentado ao Aeroexpress, um trem confortável, com banheiro e serviço de bordo que faz trajetos dos aeroportos para as principais estações de metrô da cidade.

Apesar de não ser 24 horas (05h as 00h30) funciona com alta frequência (de 30 em 30 minutos) e as instruções são em inglês (raridade)!!!!

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site oficial

            Trem bala

Para visitar outras cidades russas, como a famosa São Petersburgo é mega fácil, há o trem bala com suas estações bem centrais e serviço a bordo de primeira qualidade.

            Carro

Mesmo ciente de todo caos com o trânsito russo e a dificuldade em entender as sinalizações em cirílico, você ainda deseja passear de carro, pois saiba que há necessidade em traduzir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para russo e autenticar no consulado russo e brasileiro e/ou possuir a Carteira de Habilitação Internacional (CHI)

            Táxi/Uber

Se fizer uso de táxi, solicite pela recepção do hotel, do estabelecimento em que estiver ou por aplicativos (Get Taxi e Yandex), os russos tem a má fé de cobrar mais caro pelo trajeto se souber que são turistas, por não ter taxímetro, é melhor combinar o valor da corrida antes de ingressar no carro. E detalhe: eles não falam inglês!!!

O aplicativo Uber funciona muito bem, não tem erro. Não esqueça de usar o cupom “UBERSISTERINTRAVEL

            Ônibus

Não é o transporte (nem o ônibus elétrico) dos mais recomendáveis, pela falta de sinalização e poucas rotas. Se fizer questão, é melhor utilizar o ônibus turístico.

Andar de ônibus por Moscou é uma opção para os mais aventureiros. Ao contrário do metrô, o trajeto do transporte não está exposto em qualquer lugar.

            Metrô

Além de ser o melhor transporte público de toda Rússia, é um dos cartões postais do país. Conhecida como “Palácio Subterrâneo“ são um encanto de estação, inclusive temos um post sobre as estações de metro russa, clica aqui.

O metrô abrange toda a cidade, são bem sinalizados (letras e cores), em algumas áreas turísticas a sinalização também ocorre em inglês.

P.s: A Rússia disponibiliza cartões para facilitar a vida dos frequentadores assíduos dos transportes públicos, são eles: Troika (para transporte de superfície), Ediny (vem com quantidade de viagens pré-definidas, até 60 viagens por cartão), Bilhete Diário (são definidos por dias e não por viagens), 90 Minutos (funciona assim – utiliza qualquer transportes público, durante 90 minutos, quantas vezes quiser).

Cada vez mais o uso do dinheiro em espécie se torna menor, por isso a Rússia oferece a opção de pagamento via celular, utilizando o cartão de crédito para cadastro via Samsung Pay e Apple Pay. E o chamado bilhete vestível, uso de braceletes, anéis e/ou chaveiros com microchips que validam a entrada para ingresso nos transportes públicos.

Atenção!!! A tecnologia está ai, use a seu favor, baixe o aplicativo oficial “Moscovo Guia de Metrô e Mapa Interativo“ e simule viagens, com passo a passo das linhas e transportes a serem utilizados para alcançar o seu destino, além de apresentar o valor da viagem.

Animais de estimação

Seu pet é muito bem-vindo a Rússia, no entanto fique atento para alguns detalhes.

A documentação: Atestado veterinário internacional (datado cinco dias antes da viagem), Certificado de Vacinação contra a raiva e polivalente e permissão especial do Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária da Rússia (Rosselkhoznadzor).

O transporte do animal: Os gatos devem ser transportados em bolsa ou kennel, e os cães em kennel, usando focinheira.

Para os cães há a seguinte atenção: a caixa de fundo para o transporte deve ser impermeável, com material absorventes e com tamanho suficiente para o animal deitas e se mover com folga.

Lembre-se que cada companhia aérea tem sua política (e taxas) para aceitar o seu bichinho, entre em contato antes de emitir os bilhetes aéreos.

Para as viagens em trem, há maior facilidade, não é necessário apresentar atestados, há cobrança de taxas e assim como na alfândega, não são aceito mais de dois animais por pessoa.

Números úteis

Prefixo internacional: +7

Polícia: 092

Urgência: 112

Cruz Vermelha: 902 222 292

Ah, essas são as Matrioskas!!!!


Gostaram das dicas? Deixem comentários!!

Não esqueçam de “amar” o post!

P.s.: As fotos foram retiradas da internet!! 😉