Check-in Tips26 de julho de 2016

Europa no Brasil

image_print

Oii genteee!!

Quer se sentir na Europa sem sair do Brasil? Quer passear pelas ruas e lembrar de alguns países da Europa pagando em reais?

Listamos algumas cidades que lembram do charme europeu, vem vê!!

Sul

Gramado (RS)

Pertencente ao estado do Rio Grande do Sul, na Serra Gaúcha, na região das Hortênsias, Gramado agrada a todos, seja pela forte influência alemã e italiana, notada na arquitetura, gastronomia e costumes, ou pelo agradável clima que mesmo no verão não costuma ultrapassar os 22ºc, já no inverno os termômetros baixam para os negativos, podendo ter geadas.

Além do clima aconchegante e uma gastronomia com forte influência europeia, Gramado conta com diversidades de lojas, seja no segmento de arte, artesanato, vestuário, acessórios, decoração e chocolate caseiro.

sisters_in_travel-europa_no_brasil-gramado

Blumenau (SC)

Localizado no estado de Santa Catarina, na Mesorregião do Vale de Itajaí, temos Blumenau, ocupando o posto de única cidade média-grande do estado.

Com forte apelo ao polos industriais, tecnológicos e universitário, essa charmosa cidade de colonização predominante da Alemanha (há ascendência italiana e portuguesa) é famosa pela grande festa “Oktoberfest”, realizado todo mês de Outubro, atraindo turistas do Brasil inteiro. Para quem buscar o turismo ecológico, há o Roteiro de Natureza Fritz Müller, com trilhas, parques e museus.

O clima é no estilo “08 ou 80”, muito quente no verão (chegando a 40ºc) e muito frio no inverno, houve registro de geadas e neve em 1984. Na época de chuva o risco de enchentes e estiagens atingem a cidade.

sisters_in_travel-europa_no_brasil-blumenau

Pomerode (SC)

Ainda no estado de Santa Catarina, podemos encontrar outra cidade com traços europeus, Pomerode, locada na Mesorregião do Vale do Itajaí, detêm o título de “A cidade mais alemã do Brasil“.

Manter as tradições da Alemanha é tanta que além do português, o alemão é o segundo idioma mais falado na cidade, seguido pelo pomerano (dialeto local).

Em todos os cantos da cidade é possível ver a forte interferência germânica, seja na arquitetura, gastronomia, costumes, tradições e comemorações da cidade.

A gastronomia é uma forte da região “Vale Europeu”, com aconchegantes restaurantes, que oferecem com qualidade as delícias da culinária alemã. Os doces são sempre grandes atrações, finalizando qualquer refeição com gostinho de quero mais!!!

Apreciar toda maravilha de cidade com uma temperatura entre 15ºC e 25ºC, deixa o passeio mais gostoso.

Em Janeiro acontece a “Festa Pomerana” onde todos os costumes, tradições e artesanatos estão reunidos. Uma ótima oportunidade para conhecer a cidade!!

sisters_in_travel-europa_no_brasil-pomerode

Sudeste

Campos do Jordão (SP)

Enquanto Pomerode se destaca como a cidade mais alemã, Campos do Jordão é a Suíça brasileira. Localizada no interior do Estado de São Paulo, na Serra da Mantiqueira.

Diferente das cidades já citadas, os primeiro habitantes de Campos do Jordão foram os índios, de diversas etnias. Somente a partir do século XVI que os portugueses conheceram e se instalaram na cidade. Sim, os portugueses!

Campos do Jordão fica a altitude de 1.628 metros, sendo considerada a cidade mais alta do Brasil. E em 1957 recebeu o título do “Melhor Clima do Mundo” no Congresso Climatológico de Paris. Tudo por ter um clima bem agradável com média anual de 14ºc.

Dentre as atrações para turistas, citamos a natureza para todos os gostos, prédios históricos e bairros badalados (Capivari, Jaguaribe e Abernéssia) com muita agitação noturna.

 

sisters_in_travel-europa_no_brasil-campos_do_jordão

Holambra (SP)

Seu nome deriva da junção de HOLanda, AMérica e BRAsil. Situada na microrregião de Campinas, o estado de São Paulo, esta cidade de colônia neerlandesa ganha destaque pela qualidade de vida e segurança pública.

O título “Cidade das Flores” percorre por conta da média de 16 árvores por habitante (a média é de 05 árvores por habitante) e da economia, voltada para a agricultura, na produção de flores e plantas ornamentais que ganham notoriedade graças a Expoflora – Maior exposição de flores da América Latina.

A influência dos Países Baixos pode ser apreciada na arquitetura, artesanato, dança, música, gastronomia e no cultivo de flores. Tudo sob uma temperatura média de 27ºc, onde no verão chove e no inverno é seco.

sisters_in_travel-europa_no_brasil-holambra

Petrópolis (RJ)

É na Região Serrana Fluminense que encontramos Petrópolis, cidade histórica, palco da Realeza Portuguesa no Brasil, quando Dom Pedro I se encantou pelo lugar de colonização alemã e em 1847 concluiu o Palácio de verão Real.

Há outros palácios na cidade: Quitandilha, Cristal e Rio Negro. Além do Museu Casa de Santos Dummont, Cathedral de Petrópolis, Casa dos Sete Erros, Teatro D.Pedro e outras imperdíveis atrações que nos remetem a época Imperail no Brasil.

De clima ameno, com verão úmido e quente e inverno seco, podendo esfriar um pouco. Petrópolis se sobressai com as construções históricas (herança do Império), vegetação farta são atrativos turísticos junto com comércio, serviços, agropecuária e indústria.

Sisters_in_travel-europa_no_brasil-petropolis

Penedo (RJ)

Parque Ecológico do município de Itatiaia, na região sul do estado do Rio de Janeiro. Com essas coordenadas deparamos com Penedo, principal cidade da colônia finlandesa no Brasil.

Assim como todas as cidades colonizadas por imigrantes, a arquitetura sofre grande extensão do país de origem, seguida das tradições e gastronomia altamente preservadas pelo governo municipal e pela população local.

O turismo é a principal economia da cidade multifacetária, uma vez que Penedo afaga quem deseja calmaria, natureza, bem como aventura. O clima ajuda, no verão quente os termômetros sobem para os 35ºc e caem para 25ºc a noite, enquanto no inverno a média é 15ºc.

 

Monte Verde (MG)

Única localidade da nossa lista que não é município e sim um distrito, Monte Verde (do município de Camanducaia), em Minas Gerais recebe ênfase pelo seu agradável clima decorrente da excelente localização no ponto mais alto Serra da Mantiqueira.

A “Suiça Mineira” tem arquitetura em estilo alpino, a culinária com características de regiões da Europa (imigrantes de países como Letônia, Ucrânia, Russos e outros povoaram o distrito), o clima sempre frio e agradável, ecoturismo e hotelaria bem estruturados.

Temperaturas baixas de 4ºc no inverno e recorde da mínima absoluta e de -14°C (57.2 degrees Fahrenheit) atraem turistas para charmosas pousadas em busca de valer-se do contato com a natureza e sua vasta vegetação de pés de ipê e o carvalho, pinheiro-do-Paraná, araucária, e os Cedros e outros.

Em 2008 Monte Verde foi agraciado com o título de “Melhor Destino de Inverno do Brasil” e, em 2009, o título de “Cidade mais Romântica” na votação promovida pelo site ViajeAqui e revista Quatro Rodas, da Editora Abril.

 

Nordeste

Garanhuns (PE)

Para quem pensa que só na região Sul e Sudeste concentram colônias europeias que ainda mantém seus traços é porque ainda não conhecem Garanhuns em Pernambuco.

Ocupada pelos holandeses desde o século XVII, esta cidade nordestina oferece rica cultura do país de colonização que são valorizados e promovidos graças a gama de empresas de serviços voltadas para o turismo local. O calendário da cidade apresenta o Festival de Inverno de Garanhus no mês de Julho.

Inverno sim, com temperatura média de 20ºc, podendo apresentar chuvas no outono e inverno e clima quente e seco no verão.

sisters_in_travel-europa_no_brasil-garanhus

O que acharam das cidades com estilo europeu?? Comentem, queremos saber!!

E não se esqueça de “amar” o post!! 😉

P.s.: As fotos foram retiradas da internet!