Check-in Gastronomia Lifestyle Moda Passeios Souk Tips29 de maio de 2018

Desbrave a charmosa Amsterdam

image_print

Oii gente!!

Tulipas, canais, casa coloridas geminadas, bicicletas, coffe shops, tamancos, moinhos, queijos (MA-RA-VI-LHO-SOS!!), cervejas e mais outros pontos de referência que encheriam o post.

Todas essas atrações nos remete a um só país: Holanda!! E é sobre a capital Amsterdam que exploraremos aqui.

Em qualquer estação do ano há passeios únicos e imperdíveis, atraindo turistas do mundo todo.

Amsterdam é cosmopolita, rica (em todos os sentidos), movimentada, atraente, tem seu charme singular que encantam a todos que visitam.

Mas o que tem de tão bom por lá? Vem comigo que te mostro todos os bairros e suas atrações!!

Sobre os Museus de Amsterdam e só acessar esse link e conhecer o mundo dos museus holandeses.

Noordelijke IJ-oever

O bairro Noordelijke IJ-oever é a melhor definição da renovação urbana em conjunto com as belezas da natureza. Localizado na parte moderna da Orla Norte do Rio/Canal IJ.

Se de um lado do Canal IJ encontramos as tradicionais aldeias rurais (Nieuwendam, Ransdorp e Zunderdorp) com seus moinhos e tradicionais telhados, do outro lado (atrás da Estação Central), no Amsterdam Noord o verde impera em meio a muita arte de rua, arquitetura mais contemporânea, bons locais na beira do rio para passeios despretensiosos (os rooftops bombam por aqui). Uma balsa/ferry (acesso por trás da Estação Central) faz o transporte para o outro lado de Noordelijke IJ-oever.

Ainda usando a Estação Central como referência, bem em frente há o edifício EYE Filmmuseum e sua moderna arquitetura, na esquina tem o Centro Cultural Tolhuistuin, com música ao vivo, restaurantes e boas atrações culturais. Para uma vista de 360º da cidade nada como o A’dam Tower.

O bairro Noordelijke IJ-oever, ainda apresenta grande variedade de restaurantes (o casual Hotel de Goudfazant), bares, café (destaque para o Café de Ceuvel), boates e outros atrativos para agradável inicio de noite.

Quem quiser conhecer um pouco do estilo de vida dos holandeses, faça um passeio pela rua Buiksloterdijk e aprecie as casas e tranquilidade de Noord.

NDSM Wharf

NDSM Wharf (Nederlandse Dok en Scheepsbouw Maatschappij “Dutch Doca e Construção Naval Empresa” – tradução livre) é um bairro que mantém seus traços característicos dos estaleiros que existam por ali. Igualmente localizado a margem do Canal IJ tem uma essência cultural forte, o ponto de encontro dos artistas e jovens. Os antigos hangares, hoje são sede de cooperativas e lojas de artistas locais em ascensão.

Os Festas de diversos segmentos, apresentações, exposições, festivais de dança e uma grande variedade de outros eventos são frequentes em NDSM Wharf. Os bares (Café Noorderlicht melhor opção à noite) ocupam espaço com boa freguesia e ótima vista para a cidade, os restaurantes são bons, os drinques do Pllek Café fazem sucesso e a “praia” também, principalmente no verão.

Destaque total para o edifício de escritório Kraanspoor, parece um contêiner transparente suspenso, harmonizando com o estilo do bairro, o guindaste visto de várias partes, nada mais é que o Crane Hotel Faralda (inusitado!!) e cartão postal do bairro. Para quem gosta de Mercado de Pulga, o IJ-Hallen é parada obrigatória.

Ooster, Dapperbuurt e De Plantage

Quem deseja bairros com misturas de sabores, costumes e culturas de vários países?! O Ooster, Dapperbuurt e De Plantage são assim, típicas padarias turcas, restaurantes tradicionais do Oriente Médio, grifes francesas e museus de culturas internacionais.

Perto do centro da capital Holandesa, os bairros se fundem por serem semalhantes, apresentam muito verde, ruas largas, prédios datados do século XIX, restaurantes premiados e conceituados, muito museus e atrativos culturais.

O “verde” está no parque Oosterpark, e principalmente no Hortus Botanicus Amsterdam (Jardim Botânico de Amsterdam). Quem pretende mais que botânica de maneira geral, o zoológico mais antigo de Amsterdam Artis Royal Zoo oferta um aquário, planetário, museu zoológico e a única exposição de vida microscópica do mundo o Micropia.

A gastronomia é representada pelos Restaurante C, Badhuis Javaplein, Café-Restaurant De Plantage (dentro do Astis Royal Zoo) e o Restaurante Elkaar.

Os atrativos culturais (minha paixão!!) são inúmeros, os museus Tropenmuseum (Museu Etnográfico), Rembrandthuis (Museu-Casa de Rembrand), Hermitage Amsterdam (filial do museu Hermitage em São Petersburgo, na Rússia), Joods Historisch Museum (Museu Histórico Judaico), Verzetsmuseum (Museu da Resistência Holandesa) e Hollandsche Schouwbur (antigo teatro) e Dutch National Opera & Ballet são as opções de culturais para Ooster, Dapperbuurt e De Plantage.

Ooster igualmente ao NDSM Wharf apresenta seu mercado de pulgas, o Dappermarkt (fecha aos domingos e nos demais dias abre das 09h as 17h) e Waterloopleinmarkt, mas quem deseja compras fora desse tipo de mercado, apresentamos a Javastraat uma charmosa rua comercial, que apresenta além de boas lojas, cafés e restaurantes.

Quem deseja diversão e badalação encontra boas opções em um só lugar, no Volkshotel. Na cobertura temos o Canvas, escolha certa para apreciar bons drinques com preços acessíveis e uma linda vista para Amsterdam. O espaço ainda abriga a festejada Boate Canvas. No porão há o “hypado” Café Doka, igualmente imperdível.

Oud-West

Podemos chamar de área nobre de Amsterdam. Bem delimitado pelo parque Vondelpark e os canais Singel, Hugo Grootgracht e Kostverlorenvaart, ao norte de Amsterdam.

O que encontramos por aqui?? Restaurantes e lojas muuuito bem conceituadas e renomadas lojas de móveis (Friday Next e Wildernis são uma delas). As ruas do sucesso são: Clercqstraat e Jan Pieter Heijestraat.

Outra rua importante é Kinkerstraat muito movimentada e com comércio atrativo, por sinal, a Kinkerstraat “corta” a rua do famoso mercado Ten Kate Markt, ali perto está instalado o De Hallen Studios, antigo galpão industrial, hoje é Centro Cultural extremamente movimentado, tem cinema, dois restaurantes, praça de alimentação, artesanato e um hotel boutique (De Hallen Hotel). Completando a pegada cultural, uma visita ao cinema (e café) Lab111 e OT301 (consulte a programação pelo site oficial) são imprescindíveis.

Oud-West ainda guarda outras boas atrações, o Café Panache é o bar ideal para aproveitar a noite nessa região, a decoração no estilo “industrial chic”, cardápio sazonal com os melhores ingredientes da região e os coquetéis do bar conquistam os clientes. Ainda temos o Lot Sixty One, filial da cafeteria nova iorquina, o Lot dispõe de cafés de qualidade e comidinhas saborosas.

Quem deseja preparar sua própria refeição tem endereço certo, o Bilder & De Clercq, é simples: escolha uma das 14 (quartoze) receitas, pegue e pague pelos ingredientes e prepare sua comida. Saudável, fresca e sem desperdício e ainda acompanha vinho. Para os veganos e vegetarianos há o Meatless District, Dutch Weed Burger Joint e Vegan Junk Food Bar.

De Pijp

Indo para o bairro De Pijp (bem pertinho do bairro Oud-West), encontramos as grandes atrações holandesas que os turistas procuram. O célebre Heineken Experience (quem aprecia cerveja, aqui é o lugar), o famoso restaurante CT Coffee & Cocos (a espera vale a pena), o Mercado Albert Cuyp.

Para os apreciadores da arquitetura o Amsterdam School e sua estrutura no estilo do século XX – alvenaria arredondada e decorativa, janelas de ferro forjado – são parada obrigatória.

Amantes da natureza encontram no Parque Sarphatipark todo o verde do bairro.

No De Pijp há grande oferta de restaurantes, cafés e rooftops para terminar o dia e iniciar a noite. Destacamos os restaurantes Little Collins, Bakers & Roasters todos com ambiente descolado e super informal, o café Scandinavian Embassy é bem procurado e concorrido na hora do almoço. Para a noite, o sofisticado Twenty-Third Bar é a pedida, localizado no 23º andar do Hotel Okura Amsterdam (5*) é local para ver e ser visto com bebidas e petiscos de extremo bom gosto.

Quem procura compras, saibam que no De Pijp há lojas para todos os gostos, algumas são: joalheria Anna & Nina, a loja de roupas Charlie + Mary, Things I Like Things I Love (com pegada mais moderninha), a loja conceito Cottoncake e loja de decorações.

Oostelijke Eilanden e Oostelijk Havengebied

Para apreciadores de história marítima, navios e afins, esse é o bairro certo. Em Oostelijke Eilanden há relíquias do mundo náutico, a referência é o Scheepvaartmuseum (Museu Marítimo Nacional).

Nem só da vida marítima vive o Oostelijke Eilanden, o bairro com pinta de ilha (por ser isolada pelos canais), possui a área Ilha de Java, onde é possível admirar as construções tradicionais e modernas (Ponte Pythonbrug e os blocos de casa KNSM Island) perto das docas e canais. O Muziekgebouw aan ‘t IJ é uma linda sala de concerto a beira-mar, apresentando as melhores apresentações musicais da cidade, enquanto que o Bimhuis é o lugar perfeito para apreciar o melhor do jazz.

Pausa no passeio para visitar comidinhas e bebidinhas no Cafe Roest, bar beeem descontraído e descolado (hype style) que faz as vezes de centro cultural com exposições e apresentações para todas as idades. Cervejeiros de plantão, o Brouwerij ‘t IJ é destino certo para conhecer e apreciar uma cerveja artesanal e de quebra ficar admirando o maio moinho da cidade.

Oud-Zuid

Atravessando os canais, chegamos ao bairro Oud-Zuid, vizinho do bairro Out-West, formando a dupla de bairros nobres, sofisticados e elegantes da capital holandesa.

Enquanto o Muziekgebouw aan ‘t IJ é o local perfeito para concerto no Oostelijke Eilanden, no bairro Oud-Zuid o encontro certo para apreciar música clássica é o tradicional Concertgebouw com a renomada orquestra Royal Concertgebouw liderando as apresentações e encantando os visitantes.

Vamos de museu?! Van Gogh Museum, Moco Museum (Museu de Arte Moderna) e Stedelijk Museum (Museu de Arte Moderna Holandesa) junto com o Museu Rijksmuseum (belíssimo museu que guarda todas as relíquias e tesouros holandeses) estão na área de Oud-Zuid. Sabe aquele famosos totem “I Amsterdam” onde todo mundo tira foto??? Pois então, ele fica no Oud-Zuid na parte de trás do Museu Rijksmuseum.

O parque mais famoso de Amsterdam, Vondelpark, também está no limite do bairro junto com badalada e sofisticada rua PC Hooftstraat, a rua das famosas grandes grifes francesas (Chanel, Hermés, Louis Vuitton, Cartier), italianas (Gucci e Armani), suíça (Chopard) e alemã (Mont Blanc) e outras conceituadas grifes europeias.

Quem estima degustar chá, saiba que a casa de chá Blauwe Theehuis é o local ideal, o Vondelpark 3 é perfeito para qualquer refeição, o a localização não podia ser melhor, de frente para o Parque Vondelpark. De Vondeltuin e Groot Melkhuis também são ótimas opções para refeições principais, lanchinhos e fim de noite (happy hour!!)

Bos en Lommer

Na região Oesta da capital holandesa temos Bos en Lommer e uma atmosfera descolada, lembra muito o bairro NDSM Wharf, o diferencial é a inserção de espaços verdes (Rembrandt Park) e locais multiuso, exemplo do De Escola, prédio gigante que abriga, boate, restaurantes, galerias, teatros e ginásio. Outro lugar badaladinho é o hostel WOW, estilizado com bom restaurante e eventos e exposições culturais diariamente. Para atrações de renome e internacionais a escolha é o tetro Podium Mozaiek.

De Baarsjes

Vizinha-irmã do bairro Bos en Lommer, são distritos que praticamente se completam. A natureza, a jovialidade e a cultura em todas as suas faces ainda marcam presença em De Baarsjes. O diferencial?? As célebres ruas Jan Evertsenstraat (ou Jan Eef para os íntimos) revela lojas no estilo “moda conceito”, as convencionais lojas turcas (muito forte a presença da Turquia nessa área de Amsterdam), padarias e quitandas que vale a parada para degustar delicias preparadas na hora. E Witte de Withstraat, ostentando suas galeiras de arte (Het Sieraad e Meneer de Wit são alguns destaques). Outra atração é Mercatorplein, a praça vermelha que ocupa um quarteirão e apresenta construções tipicas da Holanda.

Quando a noite começar a aparecer, o Lokaal Café Edel Amsterdam e o Bar Spek são a pedida certa para ver e ser visto. O White Label Coffe é ideal para uma parada estratégica de passeio. Para um jantar calmo e refinado, dentro de um ambiente casual, o Café Partisan se destaca. Quem aprecia comida fresca e saudável, o Kesbeke fica sendo a melhor opção nessa região.

Zuidoost

Indo para o lado Sudeste de Amsterdam, temos Zuidoost, bairro predominante residencial com grande variedade étnico cultural (mais de 150 etnias presentes) mas com a maior concentração de espaço destinado a grandes eventos. Amsterdam ArenA, Heineken Music Hall (AFAS Live), Pathe Arena e Ziggo Dome estão por lá.

Dentre os locais para passear: Nelson Mandela Park (o melhor parque de Amsterdam para prática de quase todos os esportes), Museu Vrolik (Museu de Anatomia Humana).

Dicas para comer?! Temos!! O World of Food (misto de mercado com praça de alimentação de shopping) e o ICHI-E (o melhor japonês), junto com a patisserie Lebkov & Sons são as melhores opções gastronômicas no distante bairro Zuidoost.

Deixe nos comentários, vamos adorar saber!!

E não se esqueça de “amar” o post!! 😉

P.s.: Algumas fotos foram retiradas da internet!